PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Advogado de Bolsonaro nega ter escondido Queiroz e diz não ser o "Anjo"

Declarações foram dadas em entrevista à Folha e ocorrem dois dias após prisão do ex-assessor acusado de comandar suposto esquema de rachadinha na Alerj

15:46 | 20/06/2020
Frederick Wassef, advogado do senador Flávio Bolsonaro e do presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: AFP)
Frederick Wassef, advogado do senador Flávio Bolsonaro e do presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: AFP)

Frederick Wassef, advogado vinculado à família Bolsonaro, negou ter escondido Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente da República. Wassef diz ser vítima de armação contra o presidente.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Wassef negou que tenha escondido o ex-assessor em imóvel de sua propriedade, onde Queiroz foi preso na última quinta-feira, 18. De acordo com um dos caseiros, Queiroz vivia no local há cerca de um ano.

“Nunca telefonei, nunca troquei mensagem com o Queiroz nem com ninguém da sua família. Isso é uma armação para incriminar o presidente", disse o advogado que também representa o presidente Bolsonaro. No entanto, ele não explicou o que o ex-assessor fazia no local.

O Ministério Público do Rio de Janeiro apontou no pedido de prisão de Queiroz, por supostamente comandar esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, que ele seguia “rotina de ocultação" sob orientação de alguém de codinome "Anjo", este supostamente seria Wassef.

Anjo é um apelido dado a ele pela família Bolsonaro e que também nomeou operação desta semana do MP-RJ. "Não sou o Anjo", afirmou Wassef.

Segundo o advogado, escritório em Atibaia, interior de São Paulo, estava vazio e em estado diferente do exibido em imagens da Polícia.

“Meu escritório estava em obras. Os móveis estavam do lado de fora. Não tinha nada lá. Vi na TV que encontraram um malote. Isso foi plantado“, afirmou. “Não escondi ninguém […] O escritório estava vazio. Os móveis estavam do lado de fora da casa”, disse.