PUBLICIDADE
Política
Noticia

Eunício para Ciro: "Nunca conseguiu ser presidente de um Poder. Eu fui"

Carlos Holanda
20:01 | 04/06/2020
O ex-senador Eunício Oliveira (Foto: O POVO)
O ex-senador Eunício Oliveira (Foto: O POVO)

O emedebista Eunício Oliveira reagiu aos disparos frequentes de Ciro Gomes (PDT) contra ele. Ao comentar os rumos eleitorais do partido para este ano na Capital, o ex-presidente do Senado Federal afirmou que a legenda reúne condições de realizar um "debate altivo", inclusive pensando em candidatura própria, diferentemente do ex-presidenciável, que propõe um "debate canalha" segundo o emedebista.

"É incompreensível, ou então eu incomodo muito, muito esse cidadão. Dizia minha mãe que inveja um dia mata, inveja um dia mata. Ele já tentou três ou quatro (foram três) vezes sentar naquela cadeira de presidente e não conseguiu. Nunca conseguiu ser presidente de um Poder Nacional", alfinetou Eunício em conversa com O POVO, para dizer: "Eu fui presidente de um dos três poderes da República, e sentei naquela cadeira de presidente."

O político faz menção a julho de 2017, quando o ex-presidente Michel Temer (MDB) estava na Alemanha para reunião do grupo das 20 maiores potências econômicas mundiais, o G-20. Primeiro na linha de sucessão (Temer não tinha vice), o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) havia tomado voo para a Argentina.

Ciro foi entrevistado com exclusividade pela plataforma O POVO+ no último dia 1º. Num dos temas abordados, os anos petistas no poder e a relação dele com o partido de Lula (minuto 43), o ex-governador comentou já ter sido processado 63 vezes por Eunício. "Porque eu denunciei e repeti, porque é verdade, que o Lula deu R$ 1 bilhão em contratos sem licitação para o Eunício Oliveira na Petrobras", ele afirmou.

O trabalhista ainda enfatizou que o "golpe", como classifica o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016, foi protagonizado por Renan Calheiros (MDB-AL) e Eunício, à época presidente e parlamentar com influência na Casa, respectivamente. "Quem fez o golpe? O Senado Federal. Quem presidia o Senado Federal? O Renan Calheiros e o Eunício."

O política elevou o tom contra Ciro: "Eu tenho mais de 100 processos contra esse cidadão. Ele não respeita negros, mulheres, não respeitas pobres, não respeita ninguém, estão ai os vídeos."