PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Camilo defende lockdown para municípios com maior incidência de Covid-19

Durante o encontro virtual com prefeitos, o governador ressaltou a importância das medidas de isolamento social e da utilização de métodos na atenção básica da saúde no enfrentamento à pandemia.

Filipe Pereira
20:01 | 22/05/2020
Camilo Santana orientou prefeitos sobre novo coronavírus (Foto: Divulgação)
Camilo Santana orientou prefeitos sobre novo coronavírus (Foto: Divulgação)

O governador Camilo Santana se reuniu nesta sexta-feira, 22, com 120 prefeitos cearenses para alinhar as ações de combate ao novo coronavírus em todo o estado. Durante o encontro virtual, marcado diante o avanço da pandemia no interior do Ceará e na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), o governador reforçou a aplicação de medidas mais restritivas em municípios com maior incidência de casos, como já ocorre na Capital, na expectativa de finalmente controlar o número de casos.

Com a recomendação, pode chegar a 24 o número de municípios do Ceará, fora a Capital, a adotar o isolamento social rígido. O novo decreto do governador Camilo Santana (PT), publicado no fim da noite dessa quarta-feira, 20, orienta o chamado lockdown nos locais onde a incidência ou a mortalidade de Covid-19 esteja acima da média do Estado. As regras já estão em vigor em Fortaleza desde 8 de maio e foram prorrogadas até 31 deste mês.

Apesar da recomendação do Governo do Estado, a decisão caberá aos prefeitos. O POVO elencou alguns dos municípios que já aderiram a medidas sociais mais rígidas, o que pode ser considerado como lockdown.

Durante a reunião, o presidente da Aprece e prefeito do Cedro, Nilson Diniz, falou sobre a preocupação com o aumento de casos confirmados no interior do Ceará. “Nós temos 16 municípios que já têm uma taxa de incidência maior que a do estado. A transmissão está mais na zona Norte, de Caucaia e indo até Sobral de maneira bem intensa. Já temos no litoral oeste e leste e a tendência é disseminar pro Interior”

Segundo Nilson, ainda há uma prevalência de menor caos da região Sul e Cariri. Contudo, caso não haja medidas eficazes de combate nos próximos dias, poderá haver intensificação de casos para essas regiões. O prefeito ressalta ainda que, em reunião, além de intensificar o isolamento social com barreiras sanitárias, os gestores foram orientados a investir em tratamentos de saúde básica.

“Um depoimento do prefeito Roberto Cláudio mostrou que o número de casos graves diminuiu quando ele implantou o protocolo que está sendo preconizado pela Escola de Saúde Pública, para os pacientes do grupo de risco que iniciaram o quadro da doença, que é o uso do corticoide e da azitromicina” afirma Nilson

O prefeito Roberto Cláudio falou aos gestores sobre a experiência da Capital com relação às medidas de distanciamento social. “Quanto maior o isolamento social na cidade, menor é a ocorrência de novos casos. Os bairros que não aderiram aqui tiveram maior incidência. Isso prova que o isolamento social é o melhor caminho para reduzirmos a incidência de casos confirmados e de óbitos”, reforçou.