PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Cearense coordenador da Lava Jato na PGR pede para deixar o cargo

José Adonis Callou de Araújo, natural de Juazeiro do Norte, estava no cargo desde outubro de 2019

22:05 | 23/01/2020
O cearense é subprocurador-geral da República
O cearense é subprocurador-geral da República (Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ)

José Adonis Callou de Araújo, cearense natural de Juazeiro do Norte, que coordenava o Grupo de Trabalho (GT) da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República, em Brasília, pediu para deixar o cargo nesta quinta-feira, 23. Por meio de portaria, o procurador-geral Antônio Augusto Brandão de Aras oficializou a saída de Callou.

Adonis estava no cargo desde outubro de 2019. O POVO procurou Callou na noite desta quinta-feira para entender os motivos por trás da desistência, mas as ligações não foram atendidas. Em seu lugar, já foi indicada como nova coordenadora a subprocuradora-geral da República Lindôra Maria Araujo, também oficializada em portaria na noite desta quinta. Lindôra já integrava a PGR como secretária da Função Penal Originária no Superior Tribunal de Justiça. Ela conciliará as duas funções.

Cearense de Juazeiro comanda a Lava Jato na PGR

Além da designação da nova coordenação da Lava Jato, o procurador-geral também decidiu pelo reforço da equipe. Os procuradores regionais da República Raquel Branquinho e Vlaimir Aras passam a compor a equipe.

Segundo a PGR, as mudanças na composição do GT já fora assinadas e serão publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 24.