PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Vereador xinga colega de "judeu filho da puta" em sessão na Câmara de SP

Adilson Amadeu (DEM) insultou Daniel Annemberg (PSDB) durante discussão sobre pacote de projetos de lei

21:01 | 12/12/2019
Momento da discussão
Momento da discussão (Foto: TV Câmara SP)

Na noite dessa quarta-feira, 11, o vereador Daniel Annemberg (PSDB) foi chamado de “judeu filho da puta” pelo colega de trabalho Adilson Amadeu (DEM). A ofensa ocorreu na Câmara dos Vereadores de São Paulo, durante debate sobre um pacote de projetos de lei.

O desentendimento aconteceu na votação do projeto n° 419/18, no qual Amadeu é autor. A medida discorre sobre a regulação de transportes por aplicativo. “Vai para essa merda de Detran, viu?”, proferiu o democrata, iniciando a confusão. Entre 2011 e 2016, Annemberg foi diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da cidade.

Após discurso antissemita - no qual a discriminação é destinada a pessoas de origem semita, dentre elas, judeus - o gabinete de Amadeu emitiu nota com pedido de desculpas. "No calor da discussão, algo tão comum em votações polêmicas em plenário, eu realmente me excedi e, caso alguém tenha se sentido ofendido e ainda que não tenha sido uma fala generalizada, quero pedir minhas sinceras desculpas à comunidade judaica".

Hoje, 12, o ofensor reiterou pedido em plenário na Câmara e, em seguida, cumprimentou o tucano. Em seu Facebook, o vereador ofendido lamentou a situação. “Primeira semana como vereador e já sou alvo de discurso de ódio e discriminação. Que tristes dias para a nossa política!”