PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Governador da Bahia, Rui Costa troca farpas com o ministro do Meio Ambiente

O assunto foi a situação do mar brasileiro com o vazamento de óleo

16:12 | 21/10/2019
.
. (Foto: .)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), discutiu no Twitter com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O assunto foi o vazamento de óleo alastrado pelo litoral nordestino. Salles disse ter percorrido trecho  de Salvador até a Praia do Forte, a cerca de 80 quilômetros de distância da capital baiana, e não encontrado a agentes do Estado atuando na limpeza do litoral. 

"Eu vi centenas de fuzileiros navais, agentes do IBAMA, equipes municipais, mas não vi ninguém do Governo Estadual", escreveu o ministro em provocação ao governador. 

Antes disso, Costa havia comentado que mais de 155 toneladas do material haviam sido removidas do mar. Ele cobrou posicionamentos do governo Bolsonaro, por meio da Marinha e do Ibama. "São os responsáveis pelo cuidado com o oceano, mas continuam em silêncio."  

Após a resposta de Salles, o petista reagiu afirmando que, de helicóptero, não havia mesmo como ver os trabalhadores. "Fazer foto e dizer que trabalhou é muito fácil. Deixe de fazer política e trabalhe", disparou o governador. Costa ainda perguntou se ele sabe as causas do "gravíssimo acidente ambiental". E emendou: "Além de nada, o que o senhor fez? Não quero acreditar em preconceito contra o Nordeste."

Nesta segunda-feira, brigas se seguiram. Desta vez, entre o ministro e a entidade ambientalista Greenpeace. Ele repostou tuíte no qual um membro do grupo explica porque Greenpeace não participa da coleta do material poluente nas praias - por não ter equipamento técnico para a operação. "Ah, tá", escreveu o ministro. Mais tarde, houve troca de comentários com a deputada federal Sâmia Bomfim (Psol-SP).

"Ricardo Salles não tem um pingo de vergonha na cara. Não cumpre com suas obrigações e ainda vem botar a culpa nos outros", disse a parlamentar.