PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Candidatos organizam ato contra as eleições para Conselho Tutelar neste domingo

O objetivo é coletar provas de eleitores e outros candidatos prejudicados durante o pleito

15:34 | 11/10/2019
FORTALEZA, CE, Brasil. 06.10.2019: Eleições para Conselho Tutelar em Fortaleza. Escola Odilon Gonzaga Braveza. (Fotos: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)
FORTALEZA, CE, Brasil. 06.10.2019: Eleições para Conselho Tutelar em Fortaleza. Escola Odilon Gonzaga Braveza. (Fotos: Deísa Garcêz/Especial para O Povo) (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

Neste domingo, 13, candidatos para Conselho Tutelar realizarão um ato contra o último pleito, no Clube Grab, no bairro Antônio Sales, em Fortaleza. O objetivo é reunir, a partir das 17h, eleitores e outros candidatos prejudicados para coletar assinaturas e entrar com ações de anulação das eleições. O pedido de suspensão acontece em virtude dos inúmeros casos de irregularidades observados durante e depois da votação. 

De acordo com informações de Rondinelle Mendes de Araújo, um dos organizadores e eleito apenas para uma suplência nesta disputa, o ato ajudará no processo de denúncia formal. "Após compilarmos todas as assinaturas com todo o material e provas, iremos na segunda-feira protocolar essas informações no Comdica (Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza), Ministério Público Estadual e poder judiciário", afirma. 

Nessa quarta-feira, 9, o mesmo grupo de candidatos, com apoio do vereador Plácido Filho (PSDB), foi orientado pela procuradora regional, Lívia Sousa, durante encontro realizado no Ministério Público Federal, a entrarem com ações na ouvidoria e corregedoria do Ministério Público do Ceará e com um mandado de segurança para anular a eleição. 

Os candidatos também cogitam entrar com uma possível ação de afastamento da promotora de Justiça Antônia Lima de Sousa, titular da 78ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, responsável por receber e apurar as denúncias de fraudes das eleições para Conselho Tutelar. O grupo acusa a promotora de má conduta durante a apuração dos casos.  

A polêmica das eleições foi o tema da edição 161 do Recorte, o podcast analítico do O POVO:

Listen to "#161 — As eleições para o Conselho Tutelar entre críticas e influências" on Spreaker.