PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Governos federal e de Goiás inauguram presídio em Planaltina

Agência Brasil
20:38 | 02/09/2019

A Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás foi inaugurado nesta segunda-feira (2). O novo presídio foi uma iniciativa do governo do estado com recursos do Executivo Federal e reforça o sistema prisional da região, localizada no entorno do Distrito Federal e a cerca de 260 km de Goiânia.

A unidade terá capacidade de 388 presos. Com o presídio de Águas Lindas, a expectativa é chegar a 600 novas vagas  em unidades prisionais de segurança máxima. A obra recebeu investimentos de R$ 30 milhões do governo federal por meio do Fundo Penitenciário Nacional (Depen).

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, caracterizou o presídio como “modelo” e disse que ele será usado para “isolar criminosos perigosos”. “A estratégia de combate ao crime é assim: tem que prender, tirar o criminoso de circulação”, disse. O ministro defendeu também os investimentos em unidades como esta. “As pessoas muitas vezes criticam o sistema carcerário, os gastos neste sistema. Quanto custa um preso no Brasil? Quanto custa um criminoso solto?”.

Segundo Moro, é importante assegurar uma estrutura adequada nos presídios. “A pessoa comete um crime e tem que ser punida. Não adianta simplesmente jogar no sistema carcerário, tem que ter estabelecimentos adequados. A inauguração deste presídio é um passo importante”, disse Moro.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, destacou que o presídio é de “segurança máxima” e declarou que a unidade funcionará em um sistema para exercer maior controle e impedir que criminosos detidos comandem a atuação de outros criminosos fora.

“Vamos ter a capacidade de trazer aqueles presos que hoje fomentam o crime de dentro das penitenciárias existentes. Precisamos ter um controle real sobre os presos. É penitenciária modelo para que pessoas não fiquem daqui de dentro determinando violência lá fora. É para isso que estamos evoluindo”, disse Caiado.