PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Senador diz estar surpreso com 'passividade' de Heleno no governo Bolsonaro

11:49 | 02/07/2019
O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Omar Aziz (PSD-AM), externou nesta terça-feira, 2, solidariedade ao general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Heleno sofreu na segunda-feira, dia 1º, um ataque nas redes sociais de Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro.
"Quero me solidarizar com o general Heleno", disse o senador, lembrando que Heleno foi comandante militar na região da Amazônia. "Eu não me permitiria ser atacado como ele foi ontem. Estou desconhecendo o general", acrescentou Aziz, que é senador justamente pelo Estado do Amazonas. O parlamentar disse ainda que está surpreso com a "passividade" de Heleno no governo de Jair Bolsonaro.
Nesta segunda, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) usou suas redes sociais para atacar mais um general do governo Bolsonaro. Depois de Hamilton Mourão e Santos Cruz, o alvo da vez foi Augusto Heleno. Sem citar o nome do ministro, Carlos levantou suspeitas sobre a conduta do GSI no episódio que levou à prisão o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, flagrado na Espanha com 39 kg de cocaína em voo da Força Aérea Brasileira (FAB).
O fato marca mais um capítulo dos ataques da ala ideológica contra a ala militar do governo. O comentário de Carlos foi feito no Instagram.

Agência Estado