PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro diz que, com a 'nova política', não há intermediários em seu governo

11:20 | 13/06/2019
No lançamento de um programa de R$ 1 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para hospitais filantrópicos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, 13, que o banco foi usado de forma política por outros governos, e que, na "nova política", não há intermediários entre ele e seus ministros.
"Dado um órgão ser usado politicamente por governo que não tinha qualquer compromisso com a coisa pública e com a vida. Então a nova política, onde eu converso com Paulo Guedes, ele conversa com Joaquim Levy, e não tem intermediário entre nós", disse Bolsonaro, acrescentando que, dessa forma, ele passa "a ser responsável pelo que acontece no Brasil"
Ao falar sobre melhorias para o País, o presidente afirmou que a reforma da Previdência é um caminho que precisa "ser trilhado". "Passamos agora pela questão da Previdência. É um caminho que temos de trilhar e passar por ele, não temos outra alternativa na verdade", disse o chefe do Executivo.
Durante o discurso, Bolsonaro também agradeceu aos parlamentares pela aprovação do crédito extra pelo Congresso Nacional, e afirmou que os parlamentares podem contar com o governo. "Agradeço a Deus também pela equipe de ministros, onde, meus amigos parlamentares, todos se falam, e todos de coração aberto para buscar soluções pelo nosso Brasil, vocês contem com eles e nós contamos com vocês e juntos vamos escrever uma nova história", afirmou.

Agência Estado