PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

PT desiste de chapa à prefeitura do Rio para formar aliança de esquerda entre Psol e PDT

No entanto, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, só aceita alianças em que a deputada estadual Martha Rocha (PDT) seja a cabeça da chapa para a prefeitura

19:42 | 24/05/2019
No entanto, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, só aceita alianças em que a deputada estadual Martha Rocha (PDT) seja a cabeça da chapa para a prefeitura.
No entanto, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, só aceita alianças em que a deputada estadual Martha Rocha (PDT) seja a cabeça da chapa para a prefeitura. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O PT resolveu abrir caminho para a formação de uma aliança de esquerda entre PDT e Psol para a prefeitura do Rio em 2020. Com isso, o partido desistiu de indicar a petista Benedita da Silva ao cargo de vice na chapa de Marcelo Freixo (Psol) e, assim, atrair o PDT. As informações são do Extra.

“Não seremos um empecilho para ampliar o arco de alianças”, explica ao Extra Washington Quaquá, presidente do PT-RJ.

No entanto, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, só aceita aliança em que a deputada estadual Martha Rocha (PDT) seja a cabeça da chapa para a prefeitura. “A candidatura da Martha no Rio é irreversível”, afirmou Lupi. Martha considera que “é impossível ser vice de alguém”.

Esperança

Freixo mostrou admiração pela atitude do PT, que considerou “madura” ao colocar o “projeto coletivo acima de questões partidárias”. Mesmo com o posicionamento de Lupi, o nome do Psol ainda se mostra esperançoso com a união. “Quanto ao PDT, o Lupi não poderia falar nada de diferente neste momento. Nós vamos continuar dialogando com todas as forças do campo progressista.”