PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

No Recife, Bolsonaro enaltece ministros e diz que ajudará o Nordeste

Bolsonaro ainda lembrou da importância da aprovação da reforma da Previdência

15:43 | 24/05/2019
Jair Bolsonaro visitou o Castelo São João, onde está localizada a coleção de Armas Brancas do Instituto Ricardo Brennand
Jair Bolsonaro visitou o Castelo São João, onde está localizada a coleção de Armas Brancas do Instituto Ricardo Brennand(Foto: Marcos Corrêa/PR)

Em um discurso que durou menos de dez minutos e sem a promessa de novos anúncios para o Nordeste, Jair Bolsonaro (PSL) se comprometeu a ajudar os 'irmãos do Nordeste', para que a região prospere. E para isso aconteça, colocou a disposição os ministros que formam o seu governo para receber novas ideias. O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira, 24, no Instituto Ricardo Brennand, zona Oeste do Recife.

"O que nos queremos, com toda certeza, é que nossos filhos sejam melhores do que os pais. Só assim conseguiremos colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. Nós queremos fazer o possível para ajudar os irmãos do Nordeste", afirmou.

Bolsonaro também relembrou uma série de anúncios para a região nordestina da sua gestão e de outras passadas. Segundo ele, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, encaminhará para as famílias mais pobres 200 toneladas de milho por um preço mais barato pelo programa 'Vendas em Balcão de Milho'. O programa tem como objetivo permitir que os criadores e as agroindústrias de pequeno porte tenham acesso aos estoques oficiais do governo em igualdade de condições com os médios e grandes criadores, por meio de vendas diretas a preços compatíveis com os dos mercados atacadistas locais.

Ainda anunciou o satélite apresentado pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, que trouxe internet para um milhão de estudantes. No fim, o capitão reformado ainda ressaltou a importância do Bolsa Família, onde disse que era obra feita antes dele. "Eu apenas sou maestro de uma orquestra. Nossos ministros trarão para os senhores o que merecem. Nossos ministros estarão à disposição para aperfeiçoar o plano para trazer justiça para a região", cravou o presidente.

Por fim, Bolsonaro lembrou da reforma da Previdência e de como ela trará novos investimentos internacionais para o Brasil. "Nós temos um desafio que não é meu, mas dos governadores e prefeitos, que e a reforma da Previdência. Sem a qual, não poderemos fazer nada daqui. Gostaríamos que nada fosse alterado, mas é direito do parlamento", completou.

Em seguida, se despediu do público presente e disse que já sente saudades da região.

O encontro faz parte da agenda do presidente que começou no Recife, onde o capitão reformado participa da reunião do conselho deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O colegiado fará a apresentação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste e do projeto de lei que o instituirá, a ser encaminhado ao Congresso Nacional.

Ainda na capital pernambucana, Bolsonaro se reúne com os governadores da região e de Minas Gerais e Espírito Santos, que também fazem parte da Sudene. Agora, o presidente segue para Petrolina, onde entrega um conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida. No fim da tarde, a previsão é que ele deixe o Nordeste e siga para o Rio de Janeiro.

Do Jornal do Commercio

para Rede Nordeste