PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Alexandre Frota critica influência de Olavo de Carvalho no Governo: "Acho ele chato pra cacete"

Olavo de Carvalho é o responsável pela indicação dos ministérios da Educação e das Relações Exteriores. Segundo Frota, essas são as pastas que mais deram problema até agora

22:46 | 10/04/2019
"Tudo o que vem do Olavo de Carvalho tem que tirar do Governo", disse o deputado federal(Foto: Reprodução / Twitter)

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) fez inúmeras críticas à ala de seguidores do autoproclamado filósofo Olavo de Carvalho, que está no Governo Federal. Tido como guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o estudioso é responsável por indicar os nomes de dois ministérios: da Educação (MEC) e das Relações Exteriores. “Tudo o que vem do Olavo de Carvalho tem que tirar do Governo”, declarou o parlamentar.

Durante entrevista à Folha de S. Paulo, o deputado disse “odiar” a “ala olavete”, informando que ela tem mais espaço do que outras no Palácio do Planalto. “O Olavo de Carvalho é uma pessoa que xinga o vice-presidente, xinga os ministros do Bolsonaro, xinga o Exército, fala coisas absurdas”, pontuou, continuando: “Eu, no lugar do Bolsonaro, pegaria o telefone e encerraria essa festa”.

Para Frota, entre todos os ministérios, o que proporcionou mais problemas teria sido o MEC. Após pouco mais de três meses, Ricardo Vélez Rodríguez foi pivô de inúmeras crises à frente da Pasta. Como exemplo, ele enviou cartas a escolas pedindo para que professores filmassem alunos cantando o Hino Nacional e em seguida, proclamassem o slogan da campanha de Bolsonaro à Presidência: “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”.

Relembre as polêmicas que antecederam a queda de Ricardo Vélez do MEC

Desgastado no cargo, Vélez foi demitido por Bolsonaro nessa segunda-feira, 8, dando lugar a outro seguidor de Olavo: o economista Abraham Weintraub.

Segundo Frota, “outro também” digno de críticas seria o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. “Tudo o que vem do Olavo de Carvalho tem que tirar do Governo. Ou tira ou vai continuar desse jeito que está aí, infelizmente”, lamentou, afirmando ainda não compactuar com a ala de apoiadores do filósofo. “Acho um bando de malucos, não gosto deles”.

Questionado o que achava das ideias do guru de Bolsonaro, o parlamentar foi enfático: “Acho ele chato pra cacete. É um velho que fica enfurnado lá na Virgínia, com aquele cenário dele cheio de livro, aquele gato, aquele charuto, aquela coisa mofada. Falar da Virgínia é muito fácil. Queria ver ele aqui falando”.

Alexandre Frota alcançou destaque ainda jovem, nos anos 1980, quando começou a atuar em novelas da Rede Globo. Com destaque nacional em 2001, após participar de reality show do SBT (A casa dos artistas), ele entrou para a indústria pornográfica em 2004. Hoje com 55 anos, Frota está em seu primeiro mandato como deputado federal. Durante a campanha eleitoral do ano passado, ele colou nos discursos do então candidato Bolsonaro, conseguindo obter 155.522 votos em São Paulo.

Wanderson Trindade