PUBLICIDADE
Notícias

PAUTA DE POLÍTICA - SEXTA-FEIRA, 8

19:52 | 08/02/2019
LAVA JATO/LULA/CONDENAÇÃO/SÍTIO DE ATIBAIA - O ex-ministro Antonio Palocci afirmou, em depoimento à Polícia Federal, ter sido chamado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para "assumir" as obras no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP). O delator, no entanto, diz ter recusado o pedido do petista para não atrair investigações. A juíza federal Gabriela Hardt determinou que o cartório de imóveis em Atibaia formalize o confisco do sítio Santa Bárbara, pivô da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses de prisão na Operação Lava Jato. Segundo a sentença, reformas de R$ 1 milhão na propriedade pelas empreiteiras Odebrecht, OAS e Schahin, foram supostas propinas ao petista. A magistrada determinou que o sítio seja bloqueado por ser suposto produto dos crimes de Lula.
BOLSONARO/INTERNAÇÃO - O presidente da República, Jair Bolsonaro, não tem "disfunções orgânicas" e houve melhora dos exames laboratoriais, afirma boletim médico divulgado no período da tarde desta sexta-feira, 8, pelo Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde ele está internado após passar por uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia. Bolsonaro permanece internado na Unidade semi-intensiva. Bolsonaro publicou uma foto nas redes sociais sem a sonda nasogástrica, confirmando o último boletim médico divulgado pelo hospital Albert Einstein nesta tarde. No Twitter, Bolsonaro se disse alimentado e em recuperação plena.
LAVA JATO/OPERAÇÃO PILOTO/JORGE ATHERINO/PGR - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF), na terça-feira (5), agravo regimental pedindo o restabelecimento da prisão preventiva do empresário Jorge Theodócio Atherino, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Alvo da Operação Piloto (53ª fase da Lava Jato), ele é apontado como operador financeiro do esquema de recebimento de propina pelo grupo político do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) em troca do favorecimento da Odebrecht em licitações de obras.
BOLSONARO/ALIADOS/NOMEAÇÕES - Na tentativa de conter uma "rebelião" de aliados, o governo federal suspendeu nomeações e dispensas de cargos comissionados e funções de confiança para exercício em qualquer repartição federal nos Estados, por tempo indeterminado. Em comunicado enviado aos ministérios, o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, diz que estão "vedadas" todas as nomeações regionais "até segunda ordem". (MATÉRIA JÁ ENVIADA).
SENADO/ELEIÇÃO/FRAUDE/CORREGEDOR - O corregedor do Senado Federal, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), disse ao Estadão/Broadcast que já está com as imagens das câmeras de segurança da Casa que registraram a votação para a escolha do presidente do Senado, realizada no último dia 2. No pleito, havia um voto a mais depositado na urna do que o número de parlamentares. Esta votação foi anulada e a seguinte elegeu Davi Alcolumbre (DEM-AP) presidente do Senado.
DESASTRES/BRASIL/RAQUEL DODGE - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse nesta sexta-feira, 8, na abertura da sessão do Conselho Superior do Ministério Público Federal, presidido por ela, que casos como o rompimento da barragem em Brumadinho (MG) e o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo (RJ) revelam "a grande dificuldade" que o País tem enfrentado de "prevenir desastres de grandes proporções".
GILMAR MENDES/RECEITA/INVESTIGAÇÃO/DEFESA - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta sexta-feira, 8, ao Estadão/Broadcast que a Receita Federal não pode ser convertida numa Gestapo, em referência à polícia do regime nazista que investigava e torturava opositores ao regime de Adolf Hitler. O ministro vê quebra de sigilo e uso político do órgão na apuração sobre possível lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio - e estuda processar os auditores fiscais responsáveis pela investigação.
TAGS