PUBLICIDADE
Notícias

Roberto Cláudio anuncia Moroni como coordenador da operação de segurança dos ônibus

A informação foi dada pelo prefeito Roberto Cláudio, nesta manhã, durante live em sua página do Facebook

14:44 | 17/01/2019
Após passar temporada no exterior, que coincidiu com o início da onda de ataques em Fortaleza, o vice-prefeito Moroni Torgan está coordenando operação de segurança para garantir funcionamento dos ônibus da Capital. A informação foi dada pelo prefeito Roberto Cláudio, nesta manhã, durante live em sua página do Facebook. A operação começou nessa quarta-feira, primeiro dia em duas semanas em que os coletivos circularam normalmente até as 23h. De acordo com o prefeito, não foram registrados problemas e a ação deve continuar nesta quinta-feira, 17. 

[SAIBAMAIS]Moroni é o idealizador do Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU), que inclui a implantação de células de proteção comunitária e torres de videomonitoramento. A carreira na segurança pública do vice-prefeito data desde 1980, quando foi secretário da pasta no primeiro governo de Tasso Jereissati. Depois de polêmica de corrupção envolvendo o Sistema Integrado de Defesa Social (Sindes), Moroni saiu criticado por Tasso. O político era coordenador do sistema e pretendia unir forças policiais. 

A operação de segurança dos coletivos é feita em conjunto com a Polícia Militar e a Guarda Municipal. As rotas são feitas normalmente até as 23h e, depois deste horário, os ônibus rodam no mesmo sistema dos Corujões. Antes da nova operação, os ônibus estavam tendo circulação reduzida a partir de 20h. Escoltas com viaturas e policiais embarcados ainda continuam sendo medidas de segurança implantadas para o transporte. 
 
[VIDEO1] 

O prefeito também afirmou que a coleta do lixo adicional deve continuar até o próximo domingo. Ela foi implantada para recolher o excesso deixado pela falta da coleta diária normal nos primeiros dias de ataques. As ações foram definidas em reunião com os secretários das pastas municipais.

Outra ação que vem sendo realizada é em relação à reposição das lâmpadas de postes quebradas, durante os ataques dos criminosos. São 14 equipes trabalhando para reestabelecer a iluminação nas ruas e avenidas. De acordo com Roberto Cláudio, os pedidos da população podem ser registrados pelas páginas nas redes sociais da Prefeitura de Fortaleza.
 
Redação O POVO Online 
TAGS