PUBLICIDADE
Notícias

Girão tenta barrar no STF candidatura de Renan Calheiros à Presidência do Senado

Aliado do senador eleito, Tasso Jereissati é um dos principais beneficiados com uma eventual decisão favorável ao recurso

15:35 | 14/01/2019
NULL
NULL
Ainda em recesso, o Senado Federal já tem disputa intensa pela presidência da Casa. Nesta segunda-feira, 14, o senador cearense eleito Eduardo Girão (Pros) apresentou mandado de segurança ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que senadores réus sejam impedidos de concorrer à presidência do Senado. As informações foram divulgadas no blog da jornalista Julia Duailibi.

 
[FOTO1][SAIBAMAIS]
O recurso, se acatado, afeta diretamente o alagoano Renan Calheiros (MDB), que disputa reeleição ao cargo e responde a mais de uma dezena de inquéritos na Suprema Corte. A decisão favorável ao impedimento também abre caminho para o aliado cearense de Girão, Tasso Jereissati (PSDB) - um dos adversários mais fortes na corrida pelo cargo com Calheiros.

Caberá ao ministro Luiz Fux analisar o mandado de segurança. Em sua argumentação, o senador cearense eleito pondera que, apesar de o regimento do Senado não coibir, a situação é agravada com o fato de que o presidente da Casa está na linha sucessória da Presidência, o que, segundo ele, fere princípios da moralidade e probidade.
 
Redação O POVO Online
TAGS