"Vocês da imprensa, abram os olhos", diz Bolsonaro sobre suposto controle de mídia proposto pelo PTNotícias de Política
PUBLICIDADE
Notícias


"Vocês da imprensa, abram os olhos", diz Bolsonaro sobre suposto controle de mídia proposto pelo PT

O candidato também voltou a justificar que aceitaria eventual vitória petista nas urnas

22:13 | 03/10/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Ainda em recuperação, o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) realizou uma transmissão ao vivo em seu Facebook na noite desta quarta-feira, 3. O presidenciável aproveitou o momento para atacar o plano de governo de Fernando Haddad (PT), mostrando-se confiante para ganhar as eleições deste ano já no primeiro turno.
  
Exibindo um papel em que dizia ser as propostas petistas apresentadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Bolsonaro leu um tópico que informava sobre um suposto controle da mídia sugerido pelo partido.
  
Vocês da imprensa, que eu sei que grande parte não gosta de mim, abram os olhos e vejam o que tem no plano do PT”, alertou. Segundo ele, o PT defende maior controle das empresas jornalísticas que não estejam alinhadas com o partido.
 [SAIBAMAIS]
Recuperando-se do ataque sofrido no início de setembro, Bolsonaro está em casa desde o último sábado, 29. Advertido por seus médicos de que não poderia falar muito, o deputado federal voltou a justificar que aceitaria uma eventual vitória petista nas urnas.
  
Vou respeitar o que vier a acontecer. Mas está faltando pouco, muito pouco, para a gente ganhar no primeiro turno”, disse o candidato, primeiro colocado nos principais institutos de pesquisa de opinião do País. “Mas vamos evitar um desgaste no segundo turno”, apelou o candidato.
  [VIDEO1]
Bolsonaro realizou a transmissão ao lado do subtenente do Exército, Hélio Fernando Barbosa Lopes, que é candidato a deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro. Conhecido como Hélio Negão, ele não falou nada durante os quase 15 minutos do vídeo.
  
Única interação entre os dois aconteceu, porém, quando Bolsonaro fez novo apelo para tentar mudar algumas críticas sofridas por ele. Olhando para Hélio e deixando escapar um sorriso de canto de boca, o presidenciável pediu: “Vamos provar que eu não sou homofóbico, machista e racista”.
TAGS