includeMenuHeader(); echo $q->appendJs("online/geral/js/libs/facebook.api.js"); ?>
PUBLICIDADE
Política

Bolsonaro usa vídeo de Mano Brown criticando PT em palanque

O rapper discursou em ato de apoio ao candidato Fernando Haddad (PT), no Arco da Lapa, Rio de Janeiro

23:39 | 24/10/2018
O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), publicou em suas redes sociais vídeo em que o rapper Mano Brown aparece em palanque avaliando o que, para ele, seriam erros do Partido dos Trabalhadores (PT) no decorrer dos anos. Ele discursou em ato de apoio ao candidato Fernando Haddad (PT), no Arco da Lapa, Rio de Janeiro. "Concordo com o Mano Brown", ironizou o candidato do PSL na internet.
 
[VIDEO2] 

No vídeo, o artista diz para a militância que "falar bem pra torcida do PT é fácil". Para ele, deve ser abordado o eleitor que não estava no ato, aquele "que precisa ser conquistado". Mais à frente, Brown diz que não foi ao ato para ganhar votos, já que acha que a eleição já está decidida.
 
[SAIBAMAIS] 
 
"Agora, se falhou vai pagar, quem errou vai ter que pagar mesmo, certo? Não gosto do clima de festa. O que mata a gente é a cegueira e o fanatismo. Deixou de entender o povão, já era. Se nós somos o partido dos trabalhadores, partido do povo, tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base e vai procurar saber", criticou o Brown.
 
Antes, ele ainda respondeu à reação de alguns militantes à sua avaliação. "Se eu puder falar vai ser bom, (se eu não puder) também vou parar, já era e f...".
 
Mesmo com as críticas, ele apareceu com Caetano Veloso, Chico Buarque e o Haddad em foto.
 
[VIDEO1]
 
O ato contou ainda com presença do ator Tonico Pereira, do teólogo da Libertação, Leonardo Boff e de lideranças do Psol, a exemplo do candidato à Presidência derrotado no primeiro turno, Guilherme Boulos, e do deputado federal Chico Alencar, também candidato derrotado ao Senado Federal. 
 
Haddad responde 
 
Pelo Twitter, o petista publicou que Bolsonaro acha estranho que ele tenha eleitores críticos como Cid Gomes e Mano Brown. "Eu convivo com críticas e um governo democrático convive com críticas. Bolsonaro não". 
 
[VIDEO3] 
 
Redação O POVO Online 

TAGS