Apenas dois dos 46 deputados eleitos são novidade de fato na política do CearáNotícias de Política
PUBLICIDADE
Notícias


Apenas dois dos 46 deputados eleitos são novidade de fato na política do Ceará

Entre os 17 parlamentares que já não estavam na Casa na última Legislatura, a maioria já são políticos com mandato ou até parentes de deputados

16:22 | 15/10/2018
Coordenador da Delegacia de Roubos e Furtos do Ceará nos anos 2000, o delegado Francisco de Assis Cavalcante saiu do cargo com status folclórico. Com fama de durão e fala peculiar, era presença garantida em reportagens policiais e virou até boneco de programas de TV. Em 2002, saiu das urnas como deputado estadual mais votado do Ceará, com mais de 140 mil votos.

 
Clique nos botões para navegar pelo infográfico:

 
[VIDEO1]

 
Derrotado para o 4 º mandato em 2014, Cavalcante voltou às urnas neste ano e é um dos únicos 17 deputados eleitos que já não estavam na Casa na última Legislatura. O índice, analisado por cima, simbolizaria taxa de 37% de renovação no parlamento. Observados por uma lupa, no entanto, “novatos” se mostram figuras bem conhecidas do eleitor cearense.

 
[SAIBAMAIS]Ao todo, apenas dois dos deputados estaduais eleitos – André Fernandes (PSL) e Apóstolo Luiz Henrique (Patri) – realmente não possuíam qualquer relação com a política do Estado. Ironicamente, um deles, Fernandes, foi deputado estadual mais votado do Estado neste ano e acabou “puxando” o pouco votado Delegado Cavalcante, com 27 mil votos, para a Assembleia. 

 
A informação tem base em levantamento do O POVO Dados juntos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A baixa renovação salta ainda mais aos olhos quando destacado que seis deputados estaduais não disputaram reeleição, com outros quatro tentando vaga de Câmara Federal - o que já significaria uma renovação mínima de 21,7%.
Antigos novatos

 
Além disso, diversos dos "novatos" são antigos conhecidos do eleitorado cearense. Entre eles, por exemplo, estão os vereadores de Fortaleza Acrísio Sena (PT), Salmito Filho (PDT) e Soldado Noélio (Pros), o deputado federal Vitor Valim (MDB) e o ex-deputado Nizo Costa (Patriota).

 
Completam o time ainda cinco parentes de deputados eleitos na última eleição, que "carregam o bastão" dos parentes: Érika Amorim (PSD, esposa de Naumi Amorim), Guilherme Landim (PDT, filho do falecido Wellington Landim), Nelinho (PSDB, filho do ex-prefeito de Russas, Raimundo Cordeiro), Marcos Sobreira (PDT, filho de Miriam Sobreira) e Patrícia Aguiar (PSD, mãe de Domingos Neto e cunhada de Odilon Aguiar).

 
Ao todo, disputaram e perderam reeleição apenas os deputados Bethrose (PP), Dedé Teixeira (PT), Ely Aguiar (DC), Ferreira Aragão (PDT), Lucílvio Girão (PP), Duquinha (PDT) e Mário Hélio (Patriota).
TAGS