PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Manifestações contra Jair Bolsonaro acontecem no Brasil e em outros países neste sábado

Há registros de atos nesta manhã em cidades cearenses como Limoeiro do Norte, Sobral e Canindé

11:20 | 29/09/2018
NULL
NULL(Foto: )
Atualizada às 13h35min 
 
[FOTO2]
Movimentações organizadas por mulheres contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) são realizadas em várias cidades do mundo neste sábado, 29. 
 
[SAIBAMAIS] Após a criação e o crescimento do grupo "Mulheres unidas conta Bolsonaro", no Facebook, e de outras expressões de repúdio em redes sociais com uso das hashtags #elenão e #elenunca, os eventos divulgados nas últimas semanas na internet despertaram interesse de milhares de pessoas.

Nas redes sociais, há registros de atos em cidades como Londrina (PR), Campinas (SP), Goiânia (GO) e Mossoró (RN)
 
[VIDEO1]

No Ceará, houve protestos em cidades como Sobral, Limoeiro do Norte e Canindé iniciados ainda nesta manhã. Em Fortaleza, o ato está marcado para começar às 15 horas, na Praia dos Crush (Praia de Iracema). Mais de 20 mil pessoas confirmaram presença no evento criado no Facebook.
 
[VIDEO2]

Limoeiro do Norte 
Em Limoeiro do Norte, cidade que fica localizada na Região do Vale do Jaguaribe, a estimativa da organização é de que cerca de mil pessoas tenham participado da movimentação. 
 
De acordo com uma das participantes, Marina Holanda, a passeata percorreu as principais ruas da Cidade. Participaram apoiadores do movimento de esquerda, membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e grupos de municípios próximos como Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe e Quixeré.
 
"Acreditamos que a postura violenta desse candidato põe em risco a vida de grupos sociais minorizados", indicou Marina. "Eu sou de Limoeiro do Norte, sou jornalista, mas moro em Fortaleza, e vim para a minha cidade porque acredito na importância do movimento", contou.


[VIDEO3]
 
[FOTO1]
Outros países 
No exterior, brasileiros se articularam e já realizam atos em cidades como Auckland (Nova Zelândia), Berlim (Alemanha), Lisboa (Portugal), Genebra (Suíça) e Paris (França).
 
A brasileira Gabriella Anderson, que mora em Berlim, afirmou que o ato na Cidade foi em uma área conhecida pelos turistas, perto do East Side Galery. "Valeu ir. Foi bom fazer a minha parte", afirmou. 
 
 
Redação O POVO Online 

TAGS