Participamos do

PT e PSDB pressionam contra apoio de PSB a Ciro e presidente diz que isenção seria "imperdoável"

Siqueira tem dialogado com Ciro Gomes visando a corrida eleitoral. As negociações, segundo o blogueiro, ganharam intensidade nas últimas semanas
20:22 | Jul. 17, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse ao repórter Nilson Klava, da Globo News, que neutralidade seria imperdoável nestas eleições. A declaração vem em virtude de pressão do PT e PSDB para que a sigla não dê apoio à candidatura de Ciro Gomes (PDT). 
 
[FOTO1] 

Siqueira tem dialogado com Ciro Gomes visando a corrida eleitoral. As negociações, segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti, da GloboNews, ganharam intensidade nas últimas semanas. PSB e PDT, entretanto, ainda enfrentam dificuldades em Pernambuco.
 
[SAIBAMAIS] 

O impasse é gerado porque o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, pretende convencer o PT a não lançar Marília Arraes como candidato ao governo. Para que isso se concretize, Câmara precisa convencer o PSB a apoiar o PT na disputa presidencial. A hipótese, hoje, é praticamente nula no partido. 

Ciro Gomes visa a união com o PSB para, entre outras consequências, isolar o PT no setor progressista. Em resposta, o PT tem pressionado o partido a liberar as bancadas estaduais. 

Lado tucano

Interlocutores do PSDB e o próprio pré-candidato Geraldo Alckmin também conversam para que a aliança seja evitada. O atual governador de São Paulo, Marcio França, é do PSB e, por enquanto, mantém aliança com o tucano.
 
Redação O POVO Online 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente