PUBLICIDADE
Notícias

Lula "não irá para o matadouro de cabeça baixa, de livre e espontânea vontade", diz advogado

21:38 | 06/04/2018
(Foto: Nelson Almeida / AFP)
(Foto: Nelson Almeida / AFP)

[FOTO1]

Advogado de Lula (PT) que o representou na defesa do habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF), José Roberto Batochio afirma, após terminar prazo das 17 horas estabelecido pelo juiz Sergio Moro para que o ex-presidente se entregue, que "não haverá resistência", mas que Lula não se entregará "por livre e espontânea vontade".

"Ele não irá para o matadouro de cabeça baixa, por livre e espontânea vontade", disse à Folha José Roberto Batochio. Conforme o advogado, "não é rebelião", mas o "direito de uma pessoa preservar sua liberdade e não contribuir para qualquer ato que possa suprimí-la". "Sem violência, claro."

A defesa, inicialmente, queria que Lula se entregasse à Polícia Federal, mas houve mudança de ideia, passando a apoiar a intenção do ex-presidente de não se apresentar à Justiça. O temor era de que Sergio Moro decretasse uma segunda prisão caso ordem de se entregar em Curitiba não fosse cumprida, mas a defesa chegou à conclusão de que não importa se mais prisões sejam decretadas. 

 

TAGS