PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Doria propõe mudança do Fórum Mundial para São Paulo e fica sem resposta

19:19 | 14/03/2018
Doria na sessão de abertura do Fórum Econômico Mundial para a América Latina
Doria na sessão de abertura do Fórum Econômico Mundial para a América Latina (Foto: )

[FOTO1]

O prefeito de São Paulo, João Doria, propôs ao criador do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, que o evento fosse realizado em São Paulo a cada dois anos. A oferta de que a cidade brasileira sediaria o encontro foi feita durante discurso de abertura ao vivo. O fundador do evento, no entanto, não respondeu ao pedido do gestor.

Em parceria com o governador Geraldo Alckmin, Doria foi um dos maiores articuladores para trazer o evento para o Brasil. No ano passado a edição do Fórum Econômico Mundial para América Latina foi realizada na Argentina. Anualmente, a organização da conferência internacional é realizada em Davos, na Suíça.

A cerimônia de abertura do Fórum foi usada como palanque por Doria, pré-candidato a governador de São Paulo, e Alckmin, pré-candidato a presidente da República. Ambos defenderam agenda de privatizações e reformas.

[SAIBAMAIS]

“Não é fácil fazer reforma, há um conservadorismo enorme. É difícil mexer nas coisas e nunca o País precisou tanto de uma agenda reformista [...] Quando alguns caminham para o protecionismo que não é adequado, o caminho deve ser o da abertura, do comércio, da agenda da competitividade e importante de integração latino-americana", comentou.

Schwab evitou responder ao pedido de Doria, mas, em seu discurso, disse que o mundo tinha uma nova divisão: “os que querem mudança e dos que são apegados ao passado”. "Nos encontramos aqui num ponto muito crucial. O mundo esta mudando. Temos que reinventar governos e modelos de negócio", completou.

Por Isabel Filgueiras

Correspondente do O POVO em São Paulo

TAGS