PUBLICIDADE
Notícias

Dirceu passa 34 horas em carro para trocar tornozeleira em Curitiba

O petista foi solto no dia 3 de março deste ano sob uma série de condições impostas pelo juiz federal Sergio Moro

17:05 | 20/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Por conta de falhas em sua tornozeleira eletrônica - a bateria não carregava -, o ex-ministro José Dirceu teve que viajar a Curitiba para trocar o equipamento. O defeito foi informado pelo próprio petista, que contatou a Polícia Federal. A informação é da colunista Mônica Bergamo.

Já que não usa mais avião, o petista saiu de Brasília em um carro às 4h dessa segunda-feira, 18, rumo a Curitiba. Foram 17 horas só de ida. Ao chegar em Curitiba, ele trocou a tornozeleira e voltou para a capital do Brasil - outras 17 horas dentro de um carro.

Dirceu foi solto no dia 3 de março deste ano sob uma série de condições impostas pelo juiz federal Sergio Moro. Uma delas foi a de fazer uso da tornozeleira que rastreia seus passos.

Veja as outras condições:

Proibição de deixar a cidade de seu domicílio, em princípio, Vinhedo (SP);

Proibição de se comunicar, por qualquer meio ou por interpostas pessoas, com os coacusados ou testemunhas de três ações penais da Lava Jato;

Proibição de deixar o país;

Comparecimento a todos os atos do processo e atendimento às intimações, por telefone, salvo se dispensado pelo juízo;

Entrega em juízo de seus passaportes brasileiros e estrangeiros.

 

Redação O POVO Online

TAGS