PUBLICIDADE
Notícias

Temer exonera secretária dos Direitos Humanos que criticou portaria do trabalho escravo

Primeira mulher a ocupar alto escalão do governo, Flávia Piovesan vai integrar Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA)

11:31 | 01/11/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Presidente Michel Temer (PMDB) exonerou a secretária dos Direitos Humanos Flávia Piovesan, primeira mulher a ocupar alto escalão do seu governo. Exoneração, que estava prevista só para o fim deste ano porque ela vai integrar, em 2018, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), foi antecipada após Flávia criticar portaria do trabalho escravo.

O substituto ainda não foi definido por Temer, que deve conversar durante o fim de semana com especialistas na área e escolher um nome até a próxima segunda-feira, 6. 

Outras exonerações

O DOU desta quarta também exonera Rodrigo Mendes de Mendes do cargo de diretor de Gestão de Fundos, Incentivos e de Atração de Investimentos da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), que faz parte do Ministério da Integração Nacional.

Na pasta da Transparência e Controladoria-Geral da União, foi exonerado Fernando Mendes Monteiro, do cargo de diretor de Auditoria de Governança e Gestão da Secretaria Federal de Controle Interno.

Redação O POVO Online com Agência Estado

TAGS