PUBLICIDADE
Notícias

Em outros países Temer já teria saído da Presidência, afirma Joaquim Barbosa

Ele também comentou o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef, usando os termos "patético" e "controverso" para classificar o processo

15:50 | 01/09/2017
NULL
NULL
[FOTO1]
O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse que em nenhum país do mundo o presidente Michel Temer teria permanecido no cargo sob acusões de ter cometido crimes graves. Para o magistrado, o País foi sequestrado por bandidos inescrupulosos que enfraqueceram as instituições. 
 
Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Barbosa falou que o Brasil passa por uma "instabilidade crônica", que poderá, talvez, sair em 2018 com as eleições. Ele também comentou o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef. Ele usou os termos "patético" e "controverso" para classificar o processo. "Eles instauraram no Brasil a ordem jurídica deles, e não a das nossas instituições", afirmou. Ele afirmou que, na oportunidade, Temer deveria ter tido a honradez de deixar a Presidência.
 
Sobre a imagem internacional do Brasil, Joaquim Barbosa diz que a "balbúrdia institucional" prejudicou a imagem do Brasil perante outros países. Líderes que passaram pelo continente Sul Americano, a exemplo dos primeiros-ministros alemão, canadense e israelense Angela Merkel e Justin Trudeau e Benjamin Netanyahu, respectivamente, ignoraram o País.
 
Para o ex-ministro, o Brasil é um país incontornável, mas que está impossibilitado de  cumprir seu papel em decorrência da atual conjuntura. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS