PUBLICIDADE
Notícias

Palocci diz ter feito ao menos cinco entregas em dinheiro vivo a Lula

A informação, inicialmente revelada pela revista Veja, foi confirmada pela Folha de S. Paulo nesta sexta-feira, 15

15:38 | 15/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O ex-ministro Antonio Palocci afirma em sua delação premiada ter feito entregas de dinheiro vivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os repasses, segundo o petista, ocorriam pessoalmente em pacotes de entre R$ 30 mil e R$ 50 mil e teriam sido feitos pelo menos 5 vezes.

[SAIBAMAIS]A informação, inicialmente revelada pela revista Veja, foi confirmada pela Folha de S. Paulo nesta sexta-feira, 15. Fala de Palocci inclui um dos diversos termos de compromisso da delação firmada entre o ex-ministro e o Ministério Público Federal (MPF).

 

Ainda não há certeza, no entanto, se a informação será mantida no acordo final. Para a acusação “valer” e ser utilizada em uma futura denúncia, Palocci precisa ainda indicar mais indícios ou provas da veracidade das informações.

Segundo relato do petista, os repasses eram usados para pagar despesas pessoais de Lula. Teriam ocorrido ainda repasses mais elevados ao Instituto Lula, por meio do assessor Branislav Kontic. As propinas vinham de conta que o PT teria mantido com a Odebrecht.

“Palocci mente”

Em nota, a defesa de Lula negou as acusações e afirmou que "Palocci mente para obter benefícios judiciais". Segundo o advogado Cristiano Zanin Martins, Lula já teve contas pessoais e de seus parentes "devassadas" diversas vezes, sem a produção de "quaisquer valores ilícitos".

Em depoimento ao juiz Sergio Moro nesta quarta-feira, 13, Lula rejeitou as acusações e fez críticas a Palocci. Segundo o ex-presidente, o ex-ministro seria "frio, calculista e simulador" e teria mentido às equipes da Lava Jato.

Redação O POVO Online 

TAGS