PUBLICIDADE
Notícias

Comissão do Senado aprova lei que proíbe acesso à internet para presidiários

O Projeto de Lei do Senado (PLS) 586/2011 seguirá para o plenário da Casa e precisa passar pela Câmara dos Deputados

15:50 | 14/08/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) um projeto que impede que detentos em regime fechado tenham acesso à internet. De autoria do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), o objetivo do projeto é impedir ações criminosas de dentro de presídios.

A relatoria da matéria é do senador Roberto Rocha (PSDB-MA), que considera como distorção que presidiários possam se comunicar livremente com pessoas que estão fora dos presídios.

No Facebook, na página do Senado Federal, surgiram comentários favoráveis e irônicos sobre a medida. Um internauta comentou que o "Brasil existe há 517 anos e agora que tiveram essa brilhante ideia?", outro afirmou que a proibição do uso de celulares deveria ser completa, mas que o bloqueio da internet já é um avanço. "Ainda bem que os presos são conhecidos, principalmente, por serem pessoas que respeitam as leis", ironizou outro.

No site do Senado, uma enquete pergunta se as pessoas são favoráveis ou contrárias à medida. Até o momento desta publicação 245 internautas votaram a favor e nove se posicionaram contra.

O Projeto de Lei do Senado (PLS) 586/2011 irá a plenário e encaminhado à Câmara dos Deputados.

 

Redação O POVO Online

TAGS