PUBLICIDADE
Notícias

Advogado diz que Rocha Loures "morre, mas não delata"

O ex-deputado está preso desde junho, após delação da JBS apontar recebimento de uma mala com R$ 500 mil em propinas

11:17 | 30/06/2017
Responsável pela defesa do ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR), o advogado Cezar Bitencourt afirma que o parlamentar "morre, mas não delata". A informação é da coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

 
Segundo o jornal, Loures, preso desde o início de junho, vive momento crítico na cadeia. O deputado teria ficado em uma cela sem janela, com pouca ventilação, sem banheiro nem chuveiro, na carceiragem da Polícia Federal em Brasília.

 
Já Bitencourt destaca que o cliente sempre foi muito bem tratado pela Polícia Federal, apesar de admitir que a carceragem da corporação não é aparelhada para a permanência de detentos. "Depois de lá teremos que levá-lo a um hospital", disse o advogado à Folha.

 
Uma delação de Loures poderia ter "efeito bomba" no governo Michel Temer. Ele está preso após ter recebido R$ 500 mil em uma mala de propinas da empresa JBS. Não se sabe, no entanto, se o discurso seria destinado só para ele ou também ao presidente.
Redação O POVO Online 
TAGS