PUBLICIDADE
Notícias

Presidente da CCJ fixa data para retomada da PEC das eleições diretas

Pelo projeto, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), seria realizado novo pleito, por exemplo, no caso de renúncia ou cassação de Michel Temer

11:59 | 18/05/2017

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), confirmou nesta quinta-feira, 18, que colocará em pauta na próxima terça-feira, 23, Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece novas eleições diretas no caso de vacância da Presidência da República.

[SAIBAMAIS]Pelo projeto, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), seria realizado novo pleito, por exemplo, no caso de renúncia ou cassação de Michel Temer (PMDB). Na regra atual prevista na Constituição, quem assumiria na queda de Temer seria o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que convocaria intenção eleição indireta pelo Congresso em até 30 dias.

 

A possibilidade de “resgatar” a PEC das Diretas foi levantada já nesta quarta-feira, 17, após o jornal O Globo revelar que o presidente Michel Temer (PMDB) teria sido gravado tentando “comprar” silêncio de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Lava Jato. A questão foi confirmada por Pacheco nesta quinta, já com data marcada para as discussões para a próxima quinta.

Após as denúncias, tanto parlamentares da oposição quanto da base aliada de Temer passaram a defender a renúncia ou impeachment do presidente. Até agora, a PEC das Diretas tem sido opção mais defendida no Congresso.

Redação O POVO Online 

TAGS