PUBLICIDADE
Notícias

Pai do primo de Aécio que está preso diz que falta qualidade moral e intelectual ao senador afastado

Fred foi preso na última quinta-feira, 18, na Operação Patmos. Ele teria sido filmado recebendo R$ 500 mil em propina a pedido do senador afastado Aécio Neves (PSDB)

17:30 | 22/05/2017
NULL
NULL

[FOTO1]O desembargador aposentando Lauro Pacheco de Medeiros Filho, pai do primo de Aécio Neves, Frederico Pacheco de Medeiros - conhecido com Fred - disse que o senador não tem “qualidade moral e intelectual” e que, devia ainda, encerrar a carreira política pelo bem do País.

 


A declaração foi feita em uma rede social nesta segunda-feira, 22. Ao jornal Estadão, Lauro confirmou a autoria da publicação. “Aécio: Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo. Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, ‘um mínimo de cerimônia com os escrúpulos’”, publicou. 

 

 

 

[SAIBAMAIS] Completa: "Vejo agora, Aécio, que você não faz jus à memória de seu saudoso pai, o deputado Aécio Cunha. Falta-lhe, Aécio, qualidade moral e intelectual par o exercício do cargo que disputou de Presidente da República. Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada".

 

Preso preventivamente na última quinta-feira, 18, na Operação Patmos da Polícia Federal, Fred teria sido filmado ao receber R$500 mil em propina a pedido do senador afastado Aécio Neves.


 

 

TAGS