PUBLICIDADE
Notícias

Campanha de Dilma pagou assessores de Temer, segundo jornal

O então candidato vice-presidente tinha uma conta independente, mas teve salário de assessores pessoais pagos pela campanha da petista

10:46 | 28/11/2016

A campanha à presidência de Dilma Rousseff (PT) em 2014 pagou o salário de assessores pessoais do seu então vice, hoje presidente da República, Michel Temer (PMDB), de acordo com o jornal Folha de São Paulo.


O periódico afirma que, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a chefe de gabinete, dois assessores de impresa e o assessor jurídico de Temer foram remunerados pela campanha de Dilma, tendo recebido, no total, R$ 543 mil entre julho e outubro de 2014.


Essas informações vão contra afirmações da defesa do presidente, que diz que ele, por ter uma conta independente, não poderia ser responsabilizado por irregularidades cometidas por Dilma.


Em resposta, o secetário de Comunicação da Presidência, que está entre os nomes que teria recebido o dinheiro, afirmou que "a estratégia de defesa (de Temer) sempre foi baseada na separação da arrecadação, não na separação dos gastos".


Sobre seu próprio envolvimento, ele disse que "só a Justiça Eleitoral poderá responder".

Redação O POVO Online

TAGS