PUBLICIDADE
Notícias

Delegado da Lava Jato critica proposta que prevê validação de provas ilícitas

A proposta faz parte das dez medidas de combate à corrupção apresentadas pelo MPF ao Congresso Nacional e que conta com abaixo-assinado com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas

15:14 | 18/10/2016
NULL
NULL

[FOTO1] O delegado da Polícia Federal Marcio Anselmo, um dos principais investigadores da Operação Lava Jato, disse hoje (18) em audiência pública na Câmara dos Deputados ser contra a proposta do Ministério Público Federal (MPF) que prevê a possibilidade de validação de provas ilícitas, contanto que obtidas de boa-fé.

A proposta faz parte das dez medidas de combate à corrupção apresentadas pelo MPF ao Congresso Nacional e que conta com abaixo-assinado com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas, o que obriga a Câmara a instalar uma comissão especial para discuti-las.

“Não é possível aceitar”, disse Anselmo na comissão que discute o tema. “Acho muito difícil você aferir essa boa-fé do agente público, esse trecho não é compatível com nossa Constituição Federal”, afirmou ele.

 

Agência Brasil

TAGS