PUBLICIDADE
Notícias

PF pede prisão preventiva de Palocci por tempo indeterminado

Principal alvo da Operação Omertà, o ex-ministro é suspeito de ter destruído provas e ter recebido R$ 128 milhões, de acordo com delegado

13:12 | 30/09/2016
Ex-ministro Antonio Palocci deve ter prisão temporária convertida em prisão preventiva por tempo indeterminado, após pedido do delegado da Polícia Federal Filipe Hille Pace, da força-tarefa da Lava Jato, enviado ao juiz Sérgio Moro nesta sexta-feira, 30. No pedido, consta também a conversão para o braço direito de Palocci,  Branislav Kontic. A informação é do blog do Fausto Macedo.

Suspeito de receber propinas da Odebretch, Antonio Palocci havia sido preso nesta segunda-feira, 27, pela Operação Omertà, da Lava Jato. No pedido de prisão preventiva, o delegado da PF afirma que existem indícios Palocci seria identificado como “Italiano” nas planilhas da Odebretch. Os pagamentos ilícitos ao codinome somam R$ 128 milhões.

O ex-ministro, maior alvo da Operação Omertà, teria ainda destruído provas em sua empresa de consultoria “Projeto”, de acordo com o delegado.

Mais informações em instantes.
 
Redação O POVO Online
TAGS