PUBLICIDADE
Notícias

Senado retoma sessão de julgamento de Dilma nesta quarta; entenda o rito

A sessão deve começar às 10 horas e seguir pelo resto do dia

09:10 | 30/08/2016
NULL
NULL

A sessão que julgará o processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) será retomada logo mais, às 10 horas, desta terça-feira, 30, após ser suspensa na noite de ontem. Defesa e acusação terão uma hora e meia cada para fazerem suas considerações finais sobre o processo, havendo ainda mais uma hora de fala para cada lado para réplica e tréplica.

Os senadores falarão após o debate entre acusação e defesa. Os parlamentares podem falar por até 10 minutos sobre o processo de impeachment da presidente afastada.

Antes da votação ser iniciada, dois senadores devem falar pela acusação e outros dois pela defesa, durante o tempo de cinco minutos cada um. Logo após, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, inicia a votação em que os senadores julgarão Dilma Roussef pelo voto.

Segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a expectativa é de que o julgamento seja encerrado na madrugada desta quarta-feira, 31.

Para que o processo de impeachment seja aprovado, é necessário ter o apoio de pelo menos 54 senadores. Caso seja condenada pela câmara alta do Congresso, Dilma perde definitivamente o cargo de presidente, ficando impedida de ocupar cargos públicos pelo período de oito anos.

Redação O POVO Online

TAGS