PUBLICIDADE
Notícias

Relator apresenta relator favorável a impeachment; acompanhe

Nesta sessão, o relator Antonio Anastasia apresenta seu parecer, que pode apontar crime de responsabilidade ou não

12:34 | 02/08/2016
NULL
NULL

O relator do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresenta nesta terça-feira, 2, a presidente

No relatório, apresentou parecer favorável ao impeachment de Dilma.

"A gravidade dos fatos constatados não deixa dúvidas quanto à existência não de meras formalidades contábeis, mas de um autêntico atentado à Constituição", afirma Anastasia no documento. O relatório começou a ser lido agora há pouco, acompanhe ao vivo:

[VIDEO1] 

Após o fim da leitura, o PT e e o PDT vão apresentar um voto em separado em que culpam o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) e o Tribunal de Contas da União (TCU) pela abertura do processo de impeachment.

Os governistas também defendem a tese de que houve desvio de poder por parte do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que decidiu, segundo eles, dar início ao processo por vingança contra os petistas, que não quiseram o apoiar no Conselho de Ética da Casa.

[SAIBAMAIS 1] 

O cronograma da comissão prevê que a discussão do parecer seja feita nesta quarta-feira, 3, e a votação na quinta-feir, 4. Se for aprovado na comissão, o texto seguirá para o plenário, onde deverá ser lido na sexta-feira, 5, e votado na terça, 9 de agosto.

Esse rito será comandando pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. É necessária maioria simples de votos para que o processo prossiga até a última etapa.

O julgamento do impeachment, que decidirá se Dilma será afastada definitivamente, deve ocorrer no fim de agosto. De acordo com o STF, o julgamento final começará no dia 29 de agosto e tem previsão para durar uma semana.

Com a leitura do relatório de Anastasia nesta terça-feira, os partidos que apoiam a presidenta afastada Dilma Rousseff devem apresentar voto em separado em defesa do mandato da petista. O instrumento é apresentado quando algum parlamentar não concorda com o conteúdo do relatório oficial.

Redação O POVO com Agência Brasil

TAGS