PUBLICIDADE
Notícias

"Quem precisa de Governo é o povo pobre", diz Lula

Ex-presidente falou sobre o processo de impeachment de Dilma, o apoio à candidatura da deputada Luizianne Lins, e ainda criticou o que ele chamou de "vazamento seletivo" nas investigações da Lava Jato

08:24 | 02/08/2016
NULL
NULL

O ex-presidente Lula (PT) concedeu entrevista, na manhã desta terça-feira, 2, à Rádio O POVO CBN, em programa apresentado pelo jornalista Luiz Viana. O ex-presidente Lula desembarcou em Fortaleza, na tarde da última segunda-feira, 1º, para o lançamento da candidatura da deputada Luizianne Lins (PT) à Prefeitura de Fortaleza.

Lideranças locais do partido acompanharam a agenda do ex-presidente, que incluiu almoço com o governador Camilo Santana e os irmãos Cid e Ciro Gomes.

[VIDEO1] 

%2b Ouça o áudio completo da entrevista com Lula 

9h37min - "Cansei de ver as pessoas comprarem pescoço de frango para comerem. Chegou um momento que vi o povo comprar carne, comprar contra-filé. O que nós precisamos é garantir ao povo o direito de ter acesso às coisas. As pessoas viajarem, terem férias, acesso à cultura. Quase chegamos lá, é possivel voltar a crescer, distribuir renda? É. O que não pode é a economia continuar a atrofiar, é preciso alguém fazer voltar a crescer, quem faz isso é o Governo", encerra o ex-presidente. 

9h35min - "Eu saio daqui dizendo o seguinte: o Lula 'tá' bem de saúde. Eu não sou candidato porque peço a Deus que apareça gente mais nova que eu. Mas, se tentarem mexer nos direitos do trabalhador, não se iluda. Aí eu volto", afirma sobre possível candidatura.

9h32min - "Eu tenho pelo Estado do Ceará um carinho extraordinário. O que esse povo me trata bem, eu não posso esquecer. Eu vim aqui visitar meus companheiros. Vim apoiar minha candidata a prefeitura [...] Saio daqui satisfeito, porque na conversa com o Ciro há uma afinidade muito grande sobre o que está acontecendo", afirma Lula sobre encontros na Capital. 

"Eu não sei se é próprio da mulher cearense, a garra que a Luizianne tem, a paixão que ela demonstra, a invenção do fusquinha, é uma coisa fenomenal", continua o ex-presidente.

9h31min - "Respeito é bom, e eu gosto demais", conclui o presidente sobre as ''investigações seletivas''. 

9h28min - Lula acusa a imprensa de vazar informações sem provas. "A Polícia acusa, o MP vaza para a imprensa antes de ter prova. A única coisa que eu quero é respeito. O Lula quer ser tratado com igualdade de condições. É isso que eu estou reivindicando nesse País: direito de defesa, que o MP não vaze as coisas seletivamente". 

9h27min - "Eu sou o presidente, junto com a Dilma, que mais criou mecanismos para a investigação", afirma Lula.  Ele diz que a Lava Jato é importante, mas afirma que também é importante garantir a todos o direito de defesa

9h25min - "Rico não precisa de governo. Quem precisa de governo é o povo pobre, e é pra eles que a gente precisa governar. Pela primeira vez o povo pobre do Nordeste ganhou cidadania. Isso eu sinto orgulho, de fazer o pobre sentir o gosto do que é bom". 

9h24min - "Se eu tiver que morrer dentro de um partido será no PT. Eu sei o que significou para o povo brasileiro minha ascensão ao poder público [...] Eu sei que a gente não conseguiu resolver tudo, mas tenho consciência de que o povo do Nordeste viveu muito mais feliz", afirma, citando programas sociais. 

9h20min - "Quem escolhe o Temer é o PMDB, partido aliado [...] O que  é interinidade? É você assumir por determinado tempo. O que aconteceu com o Temer? Ele tomou atitude como se fosse governo definitivo. Começou a mudar tudo, mudar tudo. Isso é ruim para a democracia, para a história política do Brasil, é ruim para a juventude que está querendo aprender. Eu acho que o Temer pagará um preço histórico por isso", diz Lula.

9h17min - "O governo não pode julgar uma pessoa que é eleita para quatro anos por um ano. Quando a gente planta um pé de jabuticaba, a gente tem que esperar. A Dilma deve ser julgada pelo fim do mandato dela"

9h15min - ''Nossa democracia é muito jovem, a gente ainda nem apagou o resquício do Golpe de 64. Por isso eu acredito que podemos reveter''. 

9h10min - ''Quero cumprimentar os ouvintes da Rádio. Eu tenho dito que a presidnte Dilma precisa convencer seis senadores a votarem nela para que a gente possa abolir o impeachment. Eu acho que ela tem viajado o Brasil, eu mesma na semana que vem vou conversar com alguns senadores. Nós que conquistamos a democracia não podemos aceitar. Já está provado que ela não cometeu nenhum crime''.

9h05min - Lula inicia entrevista.

[SAIBAMAIS 2]
Serviço
Rádio O POVO CBN
FM 95.5
AM 1010

Você pode participar enviando seu comentário ou pergunta pelo telefone (85) 3066-4030, Telegram e WhatsApp no número (85) 9 8166 5589, ou nas redes sociais da Rádio, no Facebook e no Twitter @opovocbn.

TAGS