PUBLICIDADE
Notícias

PMDB lança ex-ministro de Dilma para disputa na Câmara; PT apoiará

Candidatura de Castro, que votou contra o impeachment de Dilma Rousseff na Casa, amplia racha na base aliada do presidente em exercício Michel Temer

14:17 | 12/07/2016
NULL
NULL
Ex-ministro da Saúde de Dilma Rousseff, Marcelo Castro (PI) foi escolhido pela maioria dos deputados federais do PMDB para disputar a presidência da Câmara pelo partido. Candidatura de Castro, que votou contra o impeachment de Dilma Rousseff na Casa, amplia racha na base aliada do presidente em exercício Michel Temer (PMDB). O PT deve apoiar Castro.

Castro venceu 2º turno de disputa interna no PMDB com 28 votos nesta terça-feira, 12. O segundo lugar na disputa, Osmar Serraglio (PR), teve 18 votos. Até esta segunda-feira, o PMDB não possuía tese fechada de candidatura própria, optando apenas por candidatos avulsos. A decisão aponta descontentamento de peemedebistas com a gestão Temer.

[SAIBAMAIS 3]A posição do PMDB cria ainda mais dificuldade para o Palácio do Planalto, que tentava evitar uma candidatura peemedebista. O interesse do governo interino era em unir a base aliada em torno de um nome aliado para substituir Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Os planos foram prejudicados principalmente pelo enfraquecimento de chapa de Rogério Rosso (PSD-DF). Rosso, relator do impeachment de Dilma e que ainda é favorito na disputa, foi alçado ao posto pelo chamado "Centrão", bloco de partidos de pequeno e médio porte que teve espaço ampliado por Cunha durante sua gestão.

PT apoia


Na tarde desta terça, bancada do PT na Câmara deve se unir para decidir como votará na disputa. Líder do partido na Casa, José Guimarães (PT-CE) já defendeu indicação de Castro ao Blog do Eliomar.

Redação O POVO Online
TAGS