PUBLICIDADE
Notícias

Ely Aguiar critica ausência em debates, mas não descarta candidatura

Criticando lei que afasta candidatos menores de debates de TV, o deputado diz que deve definir se entrará ou não na disputa até esta sexta-feira

16:35 | 11/07/2016
NULL
NULL

O deputado Ely Aguiar (PSDC) definirá nesta sexta-feira, 15, se entrará na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Apesar de manter seu nome para o pleito, ele avalia como “injusto” o impacto da nova lei eleitoral sobre sua possível candidatura. Pela norma em vigor para este ano, candidatos de partidos menores não terão presença garantida em debates de TV.

“Isso é muito injusto, e algo que prejudica muito. Nós praticamente não temos aliados, só temos a determinação em fazer um trabalho que atenda os interesses da população. Aí como vai fazer, esse pessoal não debate? Não tem direito?”, questiona, destacando que legendas com "candidatos importantes", como o Psol, também serão prejudicados.

Apresentador de programa policial, Ely está afastado da televisão desde o final de junho, seguindo prazos da Justiça Eleitoral para candidatos no pleito deste ano. Ele afirma que se reunirá nesta sexta com o presidente nacional do PSDC, José Maria Eymael, para definir se manterá sua candidatura em Fortaleza.

Ele destaca, no entanto, que tem recebido diversos apoios espontâneos em Fortaleza. “Se for o caso, a gente vai para rua. Fortaleza sempre teve um eleitorado independente, e isso nos motiva. Tem gente que acha que já ganhou porque tem 20 vereadores, mas esquece de que tem que combinar com o povo”, diz.

[SAIBAMAIS 1]Pré-candidatura do PSDC

“A candidatura vai depender de que tipo de estrutura vamos montar. Nós tivemos uma votação boa em Fortaleza, com 33 mil votos, e o partido tem defendido lançar candidaturas em pelo menos seis grandes capitais”, afirma. “Se por ventura não ocorrer, vamos discutir então quem deveremos apoiar”, diz.

Ely Aguiar afirma não possuir veto a nenhum dos pré-candidatos deste ano, seja desde Roberto Cláudio (PDT) até Capitão Wagner (PR). “Único veto que poderia ter seria com uma candidatura do PT. Não pelo candidato em si, já que achamos que o Elmano ou a Luizianne são bons nomes. Mas é a sigla, houve um grande decepção nacional com o PT”, disse.

Caso Ely Aguiar confirme entrada na disputa, número de pré-candidatos em Fortaleza iria a nove. Os nomes terão de ser oficializados até dia 5 de agosto, prazo para realização das convenções partidárias.

Redação O POVO Online
TAGS