PUBLICIDADE
Notícias

Cid é condenado a pagar R$ 40 mil por ter chamado Temer de chefe de quadrilha

A decisão é do desembargador Romeu Gonzaga Neiva, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). O ex-governador pode recorrer

17:04 | 13/07/2016
O ex-ministro e ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT), foi condenado a pagar R$ 40 mil para o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB) em ação por danos morais. A condenação ocorre após Cid chamar o peemedebista de “chefe de quadrilha de achacadores”.

A decisão é do desembargador Romeu Gonzaga Neiva, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), e foi divulgada pelo blog Expresso, da revista Época. Ainda há espaço para Cid recorrer da condenação.

[SAIBAMAIS 2]A fala do ex-ministro ocorreu em outubro de 2015, durante evento de filiação de Cid ao PDT. Na época, já havia perspectiva de Temer vir a assumir a Presidência da República. Depois do evento, o ex-governador voltou a atacar o hoje presidente em exercício diversas outras vezes.

Não é a primeira vez que um Ferreira Gomes é condenado por conta de suas declarações polêmicas. Em 2011, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) foi condenado a pagar R$ 100 mil ao senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), a quem havia se referido como "safado" e "playboy", entre outros xingamentos. Hoje, Ciro responde a diversas ações do tipo na Justiça.

Redação O POVO Online
TAGS