PUBLICIDADE
Notícias

1º turno da eleição para novo presidente da Câmara dos Deputados; confira os discursos

Cada parlamentar terá dez minutos para apresentar suas propostas e pedir o voto dos pares. Para ser eleito, o candidato precisa conquistar a maioria absoluta dos votos dos deputados

19:35 | 13/07/2016
NULL
NULL

Cada parlamentar terá dez minutos para apresentar suas propostas e pedir o voto dos pares. Para ser eleito, o candidato precisa conquistar a maioria absoluta dos votos dos deputados. Caso ninguém consiga atingir, será realizado um segundo turno da eleição. Pela ordem de sorteio, o primeiro candidato a falar será Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em seguida, discursam Evair Vieira de Melo (PV-ES), Miro Teixeira (Rede-RJ), Giacobo (PR-PR), Cristiane Brasil (PTB-RJ), Luiza Erundina (PSOL-SP), Fábio Ramalho (PMDB-MG), Carlos Manato (SD-ES), Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO), Marcelo Castro (PMDB-PI), Rogerio Rosso (PSD-DF), Gilberto Nascimento (PSC-SP), Esperidião Amin (PP-SC) e Orlando Silva (PCdoB-SP).

[VIDEO1]
Confira o que ocorreu no 1º turno:

21h48min - O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) é o mais votado com 120 votos. O parlamentar disputa o 2º Turno com Rogério Rosso (PSD-DF), que teve 106 votos, sendo o segundo mais votado. Sessão é suspensa por uma hora para realização do 2º turno.

Veja a quantidade de votos que cada candidato recebeu:
- Rodrigo Maia (DEM-RJ): 120
- Rogério Rosso (PSD-DF): 106
- Marcelo Castro (PMDB-PI): 70
- Giacobo (PR-PR): 59
- Esperidião Amin (PP-SC): 36
- Luiza Erundina (PSOL-SP): 22
- Fábio Ramalho (PMDB-MG): 18
- Orlando Silva (PCdoB-SP): 16
- Carlos Gaguim (PTN-TO): 13
- Cristiane Brasil (PTB-RJ): 13
- Carlos Manato (SD-ES): 10
- Miro Teixeira (Rede-RJ): 6
- Evair Vieira de Melo (PV-ES): 5

21h13min - Iniciado processo de votação, que deve durar cerca de uma hora e meia. A sessão conta, neste momento, com 469 deputados presentes no Plenário.

21h10min - Orlando Silva foi o último candidato a falar no Plenário. O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), explica aos parlamentares como será votação.

21h05min - "Nós quebramos o estado democrático de direito, quando esse plenário, no último dia 17, violando a Constituição, afastando a presidente eleita Dilma Rousseff", discursa Orlando Silva.

21h03min - "Hoje, nós voltamos as urnas para eleger um presidente. Apesar da demora, felizmente, o presidente réu foi afastado e podemos eleger um novo comando para reestabelecer as condições políticas", diz Orlando Silva

21h -  Orlando Silva afirma que a retomada do desenvolvimento deve ser prioridade na Câmara dos Deputados.

20h59min - Orlando Silva (PCdoB-SP) fala no Plenário.

20h52min - Deputado Esperidião Amin diz que vê possibilidade de aprendizado com as diferenças entre os parlamentares. Ele resume o seu plano de governo com a seguinte expressão: "convivência em paz com os diferentes".  

20h50min
- "Um dia nós vamos ter um remédio para que as mulheres do Brasil não reclamem e prestem contas por ter superado a sub representação que têm no Brasil", diz Esperidião Amin.

20h48min - Esperidião Amin (PP-SC) começa a falar no Plenário.

20h47min - Gilberto Nascimento afirma que o partido dele, PSC, votará no deputado Rogério Rosso (PSD-DF).

20h38min - O deputado Gilberto Nascimento diz que o próximo presidente deve atuar com diálogo.

20h36min - Gilberto diz que quem for eleito terá "poucos meses, meses tumultuados, com pautas controversas, mas urgentes".

20h34min - O deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP) começa a falar no Plenário.

20h33min - "Peço o voto de confiança de todos vocês. Sou parlamentar de primeiro mandato. Repito, uma eleição como essa precisa ter significado, significado de mudança, renovação e chegar de cabeça erguida que somos parlamentares e honramos com o voto do povo brasileiro", finaliza Rosso.

20h31min - Rosso diz que sua plataforma é cumprir a Constituição, honrar a atividade parlamentar e respeitar as instituições.

20h26min - Rogerio Rosso (PSD-DF) fala no Plenário.

20h24min - "Me empolguei, me emocionei, e não pedi o voto de vocês. Votem em mim e tenha nesta pessoa humilde, mas firme, de caráter, para a gente fazer um trabalho em favor da nossa Casa, em favor do nosso poder Legislativo, sobretudo, em favor do povo brasileiro", completou Marcelo Castro.

20h20min - Marcelo Castro afirma que, caso seja eleito, vai presidir de forma tranquila e harmoniosa, com a participação de todos os parlamentares.

20h18min - "O poder que contrata, que compra, que paga, o Executivo. O poder que julga, que prende e solta, o Judiciário. Se não tivermos o devido cuidado, esses poderes avançam sobre o poder desarmado, que é o poder Legislativo", discursa Marcelo Castro.

20h15min - Marcelo Castro cita Winston Churchill: "A democracia é a pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que foram experimentadas".

20h14min - Marcelo Castro (PMDB-PI) fala na Câmara.

20h13min - Se eleito, Carlos Henrique Gaguim afirma que 'acelerá' trabalhos na Câmara.
20h10min - Gaguim quer que pautas dos novos deputados sejam votadas.


20h09min - "Gaguim não é de promessa, é de compromisso", diz Gaguim.

20h04min - Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) fala no Plenário.

20h02min
- "Manato tem 11 anos que não falta uma sessão deliberativa", afirma o deputado do SD. Carlos Henrique Gaguim fala no Plenário.
[SAIBAMAIS3]

19h58min - Carlos Manato diz que vai trabalhar mais se for eleito. "Alguém ouviu deputado querer trabalhar mais? Vim propor a vocês uma coisa diferente", diz o parlamentar.

19h56min - Carlos Manato pede desculpa a sua assessoriam que preparou um texto para que ele lesse no Plenário. "O que vocês escreveram é a mesmice que todos falaram aqui", diz. 

19h52min - Carlos Manato (SD-ES) fala na Câmara dos Deputados.

19h45min - "Dentre todos os ex-presidentes, busco inspiração naquele maior que encarnou o espírito democrático: Ulysses Guimarães", diz Fábio Ramalho.

19h40min - Fábio Ramalho (PMDB-MG): "Esta é uma tarefa de todos para que possamos reconstruir a importância desta Casa".

19h30min - Luiza Erundina (PSOL-SP): "Represento as mulheres nas forças progressistas, aqui e lá fora, resistem da força do atraso e do conservadorismo, que põe em risco as grandes conquistas do povo brasileiro. Seriamente ameaçados pelos corruptos, golpistas. Esses mesmos inimigos do povo terem tomado de assalto o mandato da primeira presidência da República, eleita democraticamente pelo voto popular, e passar saquear o patrimônio público".

19h20min - Cristiane Brasil (PTB-RJ): “Estou de consciência tranquila pela minha candidatura. O Brasil vive momento único. Não lembro de uma época em que a população discutiu os problemas do país por tanto tempo. Quem apostou que seria uma crise rápida e o Brasil logo esqueceria, se enganou. Todos os dias a imprensa noticia um escândalo novo".

19h10min - Giacobo (PR-PR): "Falta de caráter, infelizmente, é uma falência que mata muitos seres humanos. Existe a prática de jogar todas as falências na política e, muitas vezes, no poder Legislativo. Todas as mazelas são jogadas com exclusividade nos ombros desse poder, sem razão. Como sempre fiz e faço, que a maioria que aqui estão, independente de suas convicções, são homens e mulheres que trabalham com seriedade e patriotismo essenciais para o Brasil. Vou sempre me somar ao combate do que está errado".

19h - Miro Teixeira (Rede-RJ): "Queremos que esse parlamento seja respeitado. Não percebo nestas propostas, aplicações imediatas no debate para escolha do presidente da Câmara dos Deputados. Acho fundamental que a presidência passe por um debate entre os candidatos como propõe essas sociedades do parlamento aberto. Vamos reverter essa curva de abatimento de todos os episódios do ano passado e esse ano".

18h50min - Evair Vieira de Melo (PV-ES): "Venho hoje nesta tribuna oferecer meu empenho. Construímos nossa pauta de debate com princípios de valores voltados para sustentabilidade. Decisões aqui têm que ser pautadas pela sustentabilidade. Somos a casa do povo, fomos escolhidos para fiscalizar. Precisamos dar um basta, é hora de renovação, momento de se livrar dos vícios nefastos impregnados na política. A mudança é agora".

18h40min - Rodrigo Maia (DEM-RJ): "Uma Câmara fraca é a fraqueza de cada um de nós, trata de uma eleição atípica especial porque precisamos eleger o presidente para nossa cada por um período de seis meses para concluir mandato. Vivemos uma profunda crise que atingiu a Câmara dos Deputados. Peço voto porque sei que estou pronto. Ofereço a cada um de vocês a experiência que acumulei por quase 20 anos aqui dentro".

TAGS