PUBLICIDADE
Notícias

"Não há espaço para Uber em Fortaleza", diz vereador em novo projeto

Ao longo desta semana, o parlamentar fez diversas falas contra o sistema na Câmara, destacando que o Uber é "ilegal" e "sem segurança" para usuários

11:34 | 02/06/2016
NULL
NULL
O vereador Eulógio Neto (PDT) apresentou nesta quinta-feira, 2, novo projeto pela proibição do aplicativo Uber em Fortaleza. Ao longo desta semana, o parlamentar fez diversas falas contra o sistema na Câmara, destacando que o Uber é "ilegal" e "sem segurança" para usuários.

“Não há espaço para o Uber na cidade e no País. Se não há legislação, essa Casa não pode aceitar a ilegalidade. Temos que seguir o que diz a Lei Orgânica”, diz Eulógio, que já havia apresentado outra lei em sentido parecido, mas mais branda.

O vereador destaca que a oferta de transporte remunerado em carros particulares é “atividade privativa” de taxistas. “Eles tem certificação específica para exercer a profissão, emitida pelo órgão competente da localidade de prestação do serviço”, diz.

[SAIBAMAIS 3]Sindicato dos Táxis

Nesta quarta-feira, 1º, o Sindicato dos Taxistas (Sinditaxi) entrou com ação judicial contra o aplicativo em Fortaleza. O Sinditaxi pede a suspensão do serviço afirmando que ele fere "direitos dos taxistas" e é ilegal.

O Uber, no entanto, disse que ainda não foi notificado sobre a ação. A assessoria de imprensa da empresa, no entanto, destaca que existem mais de 30 ações judiciais contra o serviço. Em outras ocasiões, a empresa

Desde que chegou em Fortaleza, no final de Abril, o Uber tem sido considerado transporte irregular pela Prefeitura de Fortaleza. Diversos carros do serviço já foram multados ou apreendidos.

Redação O POVO Online
TAGS