PUBLICIDADE
Notícias

Lindbergh acusa Temer por desemprego com dados do governo Dilma

O post foi apagado após a repercussão do equívoco

12:00 | 01/06/2016
NULL
NULL

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) cometeu uma gafe em sua página oficial no Facebook ao "comemorar" o recorde do desemprego no Brasil, anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nessa terça-feira, 31. Na postagem, o senador escreveu: "Recorde de desemprego: o golpe aumentou a crise".

O engano se deve ao fato dos dados se referirem ao trimestre encerrado no último abril, período em que a presidente afastada Dilma Rousseff ainda estava à frente do governo. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), a taxa de desocupação no Brasil chegou a 11,2% no referido período. A taxa é a maior registrada desde o início da pesquisa, em janeiro de 2012.

"19 dias de governo, vários escândalos, dois ministros demitidos, sinais explícitos de retrocesso em todas as áreas, imagem internacional do país na lama, democracia em risco. Este é o legado dos golpistas: a crise piorou dramaticamente", afirmou Lindbergh.

[FOTO2]

Seguidores do senador percebem o engano e comentaram na postagem. Após a repercussão, a publicação foi apagada.

Redação O POVO Online
TAGS