PUBLICIDADE
Notícias

Conversa de Jucá com Machado "não configura nada de ilegal", diz advogado do ministro

Ele afirmou ainda que Jucá "jamais pensaria em fazer qualquer interferência" na Lava Jato

10:23 | 23/05/2016

Advogado do ministro do Planejamento Romero Jucá, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse ainda neste domingo, 22, ao jornal Folha de São Paulo, que "o fato de um cidadão se preocupar com o andar de investigações, conversando privadamente, fazendo questionamentos e críticas, não configura nada de ilegal ou imoral" e que "quando você está conversando na vida privada, com amigos ou com alguém da sua relação, você faz às vezes observações mais fortes".

Ele afirmou ainda que Jucá "jamais pensaria em fazer qualquer interferência" na Lava Jato. Segundo o advogado, essa não é a "postura" do ministro.
[SAIBAMAIS 3]
Ele também negou que Jucá tenha tido reunião com qualquer integrante do Supremo Tribunal Federal (STF) para conversar sobre assunto tratado com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Em gravações vazadas nesta segunda-feira, 23, este pediu apoio de Jucá para que seu caso não fosse transferido para Curitiba.

"Eu sou um crítico da Lava Jato, mas tenho certeza absoluta da necessidade desse trabalho", afimou o advogado. Ele disse também que o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) já afirmou total apoio à investigação.

"Governo nenhum mudará nada em relação à Lava Jato no Poder Judiciário. Infelizmente, no meu ponto de vista, o Ministério Público e a Polícia Federal são completamente independentes" disse o defensor de Jucá, que diz criticar "excessos" na Operação.

Há mais de uma semana, Sérgio Machado é procurado pela redação do O POVO. Em depoimento à Polícia Federal, ele já negou irregularidades na sua gestão na Transpetro. Jucá também negou qualquer participação nos esquemas investigados pela Operação.

Redação O POVO Online

TAGS