PUBLICIDADE
Notícias

STF realiza sessão extraordinária para avaliar ações contra votação

Sessão está marcada para às 17 e 30 horas desta quinta-feira, 14. A AGU protocolou mandato de segurança no início desta tarde para impedir votação

15:41 | 14/04/2016

O Supremo Tribunal Federal (STF) realiza às 17h30min dsta quinta-feira, 14, para julgar ações que questionam votação do impeachment na Câmara dos Deputados no próximo domingo, 17. Além do mandato de segurança protocolado pela Advocacia-Geral da União (AGU), há pelo menos outras quatro ações que questionam a votação.

"Nós estamos cancelando a sessão ordinária, convocando uma extraordinária porque situações excepcionais exigem medidas excepcionais", afirmou o presidente da Corte do STF, Ricardo Lewandowski. 

A proposta foi feita pelo ministro Marco Aurélio Mello, relator de uma ação sobre a ordem de votação proposta pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). São relatores das ações protocoladas contra a votação os ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Edson Fachin, este último da ação da AGU.

"Sabemos nós, porque há evento marcado para o próximo domingo em termos de votação pelos representantes do povo brasileiro, que a matéria é urgente em termos de prestação judicial", disse Marco Aurélio. 

 

Redação O Povo Online com Agência Estado

TAGS