PUBLICIDADE
Notícias

PGR reúne elementos para denunciar Aníbal Gomes ao STF

Apontado como homem de confiança de Renan Calheiros na Petrobras, denúncia contra Aníbal é vista como forma de "fechar o cerco" contra presidente do Senado

11:02 | 04/04/2016
A Procuradoria-Geral da República já teria reunido elementos para denunciar o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) por suspeita de envolvimento em desvios na Petrobras. A informação é do jornal Folha de S. Paulo, que afirma ainda que Aníbal deve ser acusado ao Supremo Tribunal Federal (STF) de corrupção e, possivelmente, lavagem de dinheiro.

Segundo investigação da Lava Jato, Aníbal seria homem de confiança do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no esquema de corrupção da Petrobras. De acordo com o jornal paulista, denúncia contra o cearense é vista como forma de “fechar o cerco” contra Renan na operação.

O presidente do Senado é suspeito de receber propinas para viabilizar a venda da participação da Petrobras na empresa argentina Transener, além de fraudes na contratação de consórcio pela estatal. Dos nove inquéritos que investigam suposta participação de Renan nos desvios, Aníbal é alvo de seis.

Procurada pela Folha, defesa de Aníbal nega que ele tenha negociado, oferecido ou recebido qualquer vantagem indevida. O deputado também tem destacado que uma das ações contra ele já foi arquivada pelo STF. Já Calheiros destaca que jamais autorizou, credenciou ou consentiu que seu nome fosse usado por terceiros.

Redação O POVO Online
TAGS