PUBLICIDADE
Notícias

"Não posso ficar esperando parado", diz Temer sobre negociações com aliados

O vice-presidente vem recebendo aliados, empresários e movimentos sociais em sua residência oficial, o Palácio do Jaburu

16:10 | 26/04/2016

"O Brasil está ansioso por soluções rápidas. Não posso esperar acontecer sem ter conversa nenhuma, mas estou aguardando respeitosamente a decisão do Senado. Depois dela, saberei se continuo vice-presidente ou se serei presidente, mas não posso ficar esperando parado", teria afirmado o vice-presidente Michel Temer (PMDB) a amigos nesta terça-feira, 26.
[SAIBAMAIS 1]
Temer também teria dito que quer, na política, "trazer o PSDB inteiro" para um eventual futuro governo seu. As informações são do jornal Folha de SP.

Na economia, diz que vai começar a reempregar a curto prazo e que pretende fazer "cortes radicais" no Orçamento para tentar evitar a criação de novos tributos. As ações econômicas, no entanto, ainda seriam conversadas com futuro Ministro da Fazenda.

O mais cotado para assumir o cargo é o ex-presidente do BAnco Central, Henrique Meirelles. "Das conversas que tive, ele é de fato o mais cotado", teria afirmado a um aliado. O convite a Meirelles, no entanto, ainda não teria sido feito.

PSDB
Michel Temer tem dito que quer que o senador José Serra (PSDB) faça parte do seu governo. O tucano, segundo rumores, já teria aceitado posto no Ministério da Educação (MEC).

Descentralizar
O vice-presidenter anunciou que pretende mudar o estilo de governo em relação ao da presidente Dilma Rousseff (PT). "Eu quero, se assumir o governo, descentralizar muito, não quero aquela história de ministro ter de trazer a toda hora o que vai ou não fazer".

 

Redação O POVO Online

TAGS