PUBLICIDADE
Notícias

"Judiciário cearense vive momentos difíceis" diz presidente do TJCE em solenidade

A presidente destacou a dificuldade para dar posse aos magistrados, mas frisou que a obstinação para efetivar os juízes era uma forma de "oferecer um mínimo de dignidade à população pobre"

13:36 | 25/02/2016
NULL
NULL

Atualizada às 18h21min

A presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargadora Iracema do Vale, destacou a crise financeira da instituição, o combate à corrupção e o compromisso do acesso à Justiça para os mais pobres, durante discurso na posse de 76 novos juízes no Estado. Os magistrados foram empossados na manhã desta quinta-feira, 25, em solenidade que contou com a presença do governador Camilo Santana (PT), do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque (Pros) e do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).
[SAIBAMAIS 3]
A presidente destacou a dificuldade para dar posse aos magistrados, mas frisou que a obstinação para efetivar os juízes era uma forma de "oferecer um mínimo de dignidade à população pobre". Ela frisou que é necessário que o Poder Judiciário seja firma no combate à corrupção, tanto aquela promovida pelos agentes públicos como pelos detentores de riqueza.

Enfrentando greves de servidores e de oficiais de justiça, Iracema do Vale afirmou que o Judiciário cearense vive "momentos difíceis" que são resultados tanto da crise financeira por que passa o país como pela "ausência de um planejamento estratégico de longo prazo", afirmou a desembargadora.

Ela destacou que a solução pra o problema será um planejamento que inclua a formação de "um quadro de servidores próprio, capacitado e comprometido com os objetivos do Judiciário".

"Não vale atribuir a responsabilidade pela solução de todos os históricos problemas do Judiciário cearense à quase sempre solitária cadeira da presidência", disse Iracema.

Novos juízes
A desembargadora pontuou que será um desafio para os magistrados ao constatar as condições de considerável parcela da população que vive abaixo da linha da pobreza. “A ultrapassagem deste desafio vai exigir humildade para compreender as diferenças e as peculiaridades de cada comunidade, firmeza de atitude para se contrapor às mais diversas tentativas de desautorizar as ordens que incomodam os privilégios e, sobretudo, compromisso com a justiça social e com a democracia”.

Mesmo com as dificuldades que o Poder Judiciário tem passado, é importante ter esperança para dias melhores, disse a presidente. Ela agradeceu a parceria com os poderes Executivo e Legislativo para desenvolver ações no Estado.

OAB
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Marcelo Mota, ressaltou a importância da convocação dos juízes para o Judiciário cearense. "Nós temos uma carência muito grande de Magistrados e servidores na Justiça Estadual do Ceará", pontuou.

Para ele, a convocação dos 76 juízes é a oportunidade de se construir um Judiciário "forte, mais valorizado e mais eficiente". "Que esses magistrados deem esse sangue novo, cooperem com o Poder Judiciário, para que tenhamos uma Justiça digna e à altura do povo cearense”, afirmou Mota.

Redação O POVO Online
TAGS