PUBLICIDADE
Notícias

Datafolha: 49% dos eleitores rejeitam votar em Lula em 2018

A rejeição de Lula, no entanto, não rendeu pontos para opositores

14:07 | 29/02/2016
NULL
NULL
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), cotado como candidato nas eleições de 2018, cresceu no índice de rejeição, segundo pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta segunda-feira, 29. Em um cenário com 10 candidatos, Lula ocupa a primeira posição no índíce de rejeição, seguido pelo tucano Aécio Neves, com 23%; e o vice-presidente da República, Michel Temer, com 21%.

A pesquisa Datafolha foi realizada nos dias 24 e 25 de fevereiro, com 2.768 entrevistados em 171 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.
[SAIBAMAIS 3]
Em entrevista à Folha de S. Paulo, O diretor de pesquisas do Datafolha, Alessandro Janoni, disse que o índice de rejeição a Lula pode ser visto como "um copo meio cheio ou meio vazio, dependendo do ponto de vista". O aspecto negativo é que a rejeição é superior à registrada nos meses seguintes à revelação do mensalão, em 2005. Por outro lado, a rejeição cresceu dentro da margem de erro, desde o final do ano passado, apesarda prisão de pessoas próximas a Lula, como o pecuarista João Carlos Bumlai e o marqueteiro João Santana.

Para Janini, a viabilidade de Lula como candidato em 2018 dependerá da economia no Governo Dilma e do desenrolar da Operação Lava Jato.

Disputa
A rejeição de Lula, no entanto, não rendeu pontos para opositores. Num cenário com respostas estimuladas para voto à presidente da República, Aécio Neves aparece com 24% das intenções, marcando queda de três pontos desde a última pesquisa, em dezembro de 2015.

Atrás dele, estão Marina Silva (Rede) e Lula, com 19% e 20% respectivamente. Seguem, Jair Bolsonaro, com 6%; Ciro Gomes (PDT), com 5%; Eduardo Jorge (PV), com 2%; e Michel Temer, com 1%.

Em cenário com o governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, o PSDB cai para terceira posição. Marina Silva soma 23%, seguida por Lula (20%), Alckmin (12%), Bolsonaro (7%), Ciro (6%), Luciana Genro, do Psol, com 3%; e Eduardo Jorge (1%).

Quando o PSDB é representado pelo senador José Serra, o partido chega a 15% das intenções de voto, mas mantém a terceira colocação, atrás de Lula e Marina e seguido por Bolsonaro e Ciro Gomes. No cenário com todos os tucanos, Aécio volta a liderar, com 20%, em empate técnico com Lula (19%) e Marina (17%).

No índice de rejeição, a lista fica da seguinte forma: Lula (49%), Aécio (23%), Temer (21%), Serra (19%), Alckmin (17%), Marina (15%), Ciro Gomes (13%), Bolsonaro (13%), Luciana Genro (11%) e Eduardo Jorge (11%).

Redação O POVO Online
TAGS