PUBLICIDADE
Notícias

Prefeito de Canindé retoma cargo na Justiça pela 2ª vez neste ano

Celso Crisostomo teve seu mandato cassado pela Câmara de Vereadores em setembro, acusado de uso irregular da contribuição de iluminação pública do Município

16:04 | 21/10/2015
NULL
NULL
O prefeito afastado de Canindé, Celso Crisostomo (PT), conseguiu nesta quarta-feira, 21, liminar da Justiça determinando seu retorno imediato ao cargo. Ele teve seu mandato cassado pela Câmara de Vereadores do Município em 4 de setembro, acusado de uso irregular da contribuição de iluminação pública de Canindé entre 2013 e 2014.

Em decisão desta quarta, o desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, relator do caso, concedeu liminar com efeito suspensivo da decisão. Ele mandou ainda que a Câmara do Município seja intimada para cumprimento imediato da reintegração. Com a decisão, o atual prefeito em exercício, Paulo Justa (PPL), volta à condição de vice-prefeito.

[SAIBAMAIS 2]Uso irregular

Conforme investigação do Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), a gestão utilizou, sem autorização legal, os valores depositados na conta vinculada da contribuição em um repasse para um consórcio de Saúde. Segundo o órgão, o valor deveria ser destinado apenas ao pagamento de consumo de energia elétrica de prédios públicos.

Esta não é a primeira vez que Celso é afastado da Prefeitura de Canindé neste ano. Em junho, o prefeito já havia sido afastado pela Câmara Municipal. Ele acabou reintegrado pela Justiça ao cargo em 28 de agosto. O prefeito nega todas as irregularidades, acusando opositores de montarem esquema de propinas para o afastarem do cargo.

O POVO Online tentou entrar em contato com Celso Crisostomo e o vice Paulo Justa, mas ambos não atenderam as ligações feitas.

Redação O POVO Online
TAGS